Vendas de materiais de construção crescem mais de 12% em 2010

Em dezembro, vendas de itens de acabamento foram 17,9% maiores, enquanto as de materiais básicos aumentaram apenas 1,4% ano a ano, diz Abramat

Reuters,

20 de janeiro de 2011 | 09h00

As vendas domésticas de materiais de construção cresceram 6,96% em dezembro na comparação com o mesmo mês em 2009, informou nesta quinta-feira, 20, a associação que representa o setor no país, Abramat. Em relação a novembro, no entanto, houve retração de 8,88% no varejo de materiais.

De acordo com a entidade, no último mês do ano passado, as vendas de itens de acabamento foram 17,9% maiores, enquanto aquelas de materiais básicos aumentaram apenas 1,4% ano a ano. "Isso acontece porque, em 2008, houve o início de muitas obras, com o subsequente consumo elevado de materiais de base. Agora, muitos desses empreendimentos estão em fases finais", afirma o presidente da Abramat, Melvyn Fox, em nota.

No fechado de 2010, o setor de materiais apurou alta de 12,14% no faturamento, ligeiramente acima da previsão traçada pela entidade, que era de crescimento de 12% sobre 2009. Para este ano, a Abramat estima elevação anual de 9%, já considerando efeitos da prorrogação na desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

No final de novembro passado, o governo federal prorrogou para até 31 de dezembro de 2011 a desoneração do IPI para 45 itens de materiais de construção. Em 2010 como um todo, as vendas de insumos de acabamento também foram superiores às dos materiais de base, com crescimento de 15,15% e 10,62%, respectivamente.

A Abramat informou ainda que, em dezembro, o nível de emprego na indústria de materiais de construção apresentou crescimento de 7,16% ante igual período do ano anterior.  (Por Vivian Pereira)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.