Vendas de veículos na Europa caem para menor nível em 8 meses

As vendas de automóveis na Europa caíram em junho para o menor nível em oito meses, enquanto os maiores mercados da região --Alemanha e Reino Unido-- tiveram pequenos ganhos.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h25

Os emplacamentos nos 27 países da União Europeia caíram 2,8 por cento, para 1,202 milhão de veículos, levando a queda nos seis meses para 6,8 por cento, ou 6,644 milhões, informou nesta terça-feira a associação da indústria Acea.

As vendas na Alemanha, maior economia da Europa, subiram 2,9 por cento, para 296,722 mil veículos, e as do Reino Unido aumentaram 3,5 por cento, para 189,514 mil veículos, de acordo com a Acea. As entregas na França ficaram quase estáveis ao cair 0,6 por cento, para 208,909 mil veículos.

Grandes quedas continuaram nas economias do Sul do Europa que adotaram medidas de austeridade; as vendas na Itália despencaram 24,4 por cento, para 128,388 mil, e 43,3 por cento na Grécia, para 5,527 mil. A Espanha teve encolhimento nas vendas de 12,1 por cento, para 73,258 mil carros.

A Volkswagen, a maior montadora da região, teve crescimento de 2,8 por cento nas vendas na UE, para 286,109 mil, reduzindo a queda nos seis meses na montadora alemã para 1,5 por cento, ou 1,591 milhão de veículos.

A francesa PSA Peugeot Citroën, que na semana passada anunciou planos de cortar 8 mil postos de trabalho e fechar uma fábrica, teve vendas 8,6 por cento menores, para 148,172 mil veículos, estendendo o declínio neste ano para 13,9 por cento, ou 808,660 mil veículos.

A norte-americana General Motors, cuja divisão europeia Opel vem registrando prejuízo há mais de dez anos, teve queda de 8,8 por cento nas vendas, para 107,160 mil carros, uma queda de 10,8 por cento nos seis meses, para 560,934 mil carros.

(Por Andreas Cremer)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSEUROPAVENDAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.