Vendas do varejo sobem 5,9% em 2009

Em dezembro, contudo, houve queda de 0,4% ante novembro, encerrando sequência de sete meses consecutivos de expansão

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

23 de fevereiro de 2010 | 10h25

As vendas do comércio varejista fecharam 2009 com um aumento acumulado de 5,9% em relação ao ano anterior. Em dezembro, houve queda de 0,4% ante novembro, na série com ajuste sazonal, encerrando sequência de sete meses consecutivos de expansão. O resultado, contudo, veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que iam de uma queda de 1,16% a uma alta de 1,40%, com mediana de 0,15%. As informações foram divulgadas nesta terça-feira, 23, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

 

Segundo o técnico da coordenação de comércio e serviços do IBGE, Reinaldo Pereira, a queda ante novembro deve ser avaliada como uma "acomodação" após sete meses de crescimento ante o mês anterior. "Não é uma tendência de queda, mas uma acomodação, até porque a variação negativa é muito pequena", observou.

 

Pereira disse ainda que o bom desempenho do varejo em 2009 - com alta acumulada de 5,9% nas vendas no período -, apesar da crise econômica, refletiu a continuidade do aumento da massa salarial, os incentivos fiscais do governo via redução de IPI para bens de consumo duráveis e queda nas taxas de juros.

 

Na comparação de dezembro de 2009 com dezembro de 2008, as vendas do varejo aumentaram 9,1%, no piso das estimativas coletadas pelo AE Projeções, que variavam entre 9,10% e 11,50%, com mediana de 10,70%. 

 

Produtos

 

As vendas de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, grupo que tem maior peso na pesquisa mensal de comércio do IBGE, caíram 0,8% em dezembro de 2009 ante novembro do mesmo ano. Segundo Pereira, houve uma acomodação no desempenho desse segmento, após cinco meses consecutivos de alta.

 

Na comparação com dezembro de 2008, porém, as vendas desse grupo aumentaram 9,7%, com contribuição 4,4 ponto porcentual, ou quase 50% da variação de 9,1% nas vendas totais do comércio varejista no período. No acumulado de 2009, as vendas de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo aumentaram 8,3% ante o ano anterior, resultado acima do varejo total (5,9%) no período.

 

O índice de média móvel trimestral das vendas do comércio varejista, considerado principal indicador de tendência, registrou alta de 0,6% em dezembro de 2009, mostrando desaceleração em relação aos resultados apurados em novembro (0,95%) e outubro (0,98%).

 

Varejo ampliado

 

As vendas do comércio varejista ampliado (inclui automóveis e material de construção) subiram 0,6% em dezembro de 2009 ante novembro do mesmo ano, na série com ajuste sazonal, segundo o IBGE. Nessa comparação, as vendas de veículos e motos, partes e peças aumentaram 1,6%, enquanto as de material de construção subiram 3,3%.

 

Na comparação com dezembro de 2008, as vendas do varejo ampliado aumentaram 14,3%, com alta de 28,2% para veículos e de 16,8% para material de construção. No ano de 2009, o varejo ampliado acumulou um aumento de 6,9% nas vendas.

 

Texto atualizado às 10h25

Tudo o que sabemos sobre:
varejo, IBGE, vendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.