Vendas dos supermercados crescem 13,60% em abril

Aumento das vendas foi registrado em comparação ao mesmo mês do ano passado, segundo a Associação Brasileira de Supermercados

Rodrigo Petry, da Agência Estado,

25 de maio de 2011 | 11h38

As vendas reais nos supermercados cresceram 13,6% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo divulgou a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em relação a março deste ano, o faturamento dos supermercados avançou 7,17%. No quadrimestre, as vendas aumentaram 5,5% em relação mesmo período de 2010. Os números estão deflacionados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Segundo a Abras, o resultado das vendas em abril foi puxado pela Páscoa que é a segunda principal data de vendas do setor, que este ano aconteceu no final do mês, enquanto em 2010 ocorreu no inicio de abril.

O volume das vendas nos supermercados avançou 3,7% entre janeiro e abril frente a igual intervalo de 2010, de acordo com levantamento da Nielsen, realizado a pedido da Abras. Os maiores crescimentos foram bebidas alcoólicas (+8,4%) e perecíveis (+7,8%).

O valor da cesta de 35 produtos considerados de largo consumo, como alimentos, limpeza e beleza, medido pela GfK, apresentou alta de 1,05% nos preços em abril ante março, para R$ 300,52. Já na comparação com abril de 2010 o valor da cesta avançou 7,59%.

Os produtos com maiores altas em abril ante março foram batata (+28,04%), cebola (+14,73%), feijão (5,27%). As maiores quedas no período ficaram com tomate (-14,63%), açúcar (-2,24%) e farinha de mandioca (-1,7%).

Páscoa

O crescimento das vendas dos supermercados em abril, impulsionadas pela Páscoa, surpreendeu o setor, mas não deve ser tendência para o restante do ano, conforme afirmou o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Sussumu Honda. "Eu diria que as vendas de abril foram ótimas, superando nossa expectativa inicial", disse. Segundo ele, porém, a tendência, daqui para frente, é de que os efeitos da política macroprudencial do governo desacelerem o ritmo de consumo.

Conforme pesquisa da Abras, a expectativa era de que as vendas subissem 10,6% durante o período da Páscoa, mas o crescimento na comparação anual foi de 13,6% em abril. De acordo com Honda, a desaceleração do ritmo de expansão da massa salarial deve ficar mais evidente nos próximos meses, impactando nas vendas dos supermercados.

(Texto atualizado às 13h52)

Tudo o que sabemos sobre:
supermercadosvdenasvarejoAbras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.