Vendas pendentes de imóveis nos EUA sobem 10,4% em outubro

Resultado superou em muito a previsão dos analistas, que era de aumento de 2%; na relação com o mesmo mês do ano passado, crescimento é de 9,2%

Álvaro Campos, da Agência Estado,

30 de novembro de 2011 | 14h34

WASHINGTON - O índice de vendas pendentes de imóveis existentes nos EUA disparou 10,4% em outubro ante setembro, para 93,3 pontos, o maior nível desde novembro de 2010, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, 30, pela Associação Nacional de Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês). O resultado superou em muito a previsão dos analistas, de um aumento de 2,0%. Na comparação com outubro do ano passado, a elevação é de 9,2%.

O índice da NAR considera acordos para aquisição de moradias. Uma venda é considerada pendente quando o contrato foi assinado mas a transação ainda não foi fechada. Vendas pendentes geralmente são fechadas um ou dois meses após a assinatura do contrato.

As vendas pendentes subiram em três das quatro regiões analisadas. A maior alta foi no Meio-Oeste, onde houve elevação mensal de 24,1%. No Nordeste o ganho foi de 17,7% e no Sul de 8,6%. No Oeste as vendas recuaram 0,3%.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
euavendasimóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.