Via Varejo movimenta R$ 225 milhões com leilão de ações

Manobra foi feita para que o Grupo Pão de Açúcar pudesse ter fôlego para se desfazer do controle da Via Varejo, dona das redes Casas Bahia e Pontofrio; grupo continua sendo controlador da companhia

Dayanne Sousa, O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2018 | 12h35

O leilão de ações da Via Varejo realizado nesta quinta-feira, 27, movimentou R$ 225 milhões na B3. Foram vendidas 51,729 milhões de ações ao preço final de R$ 4,35.

O leilão foi promovido para que o Grupo Pão de Açúcar (GPA) pudesse dar um passo na direção do plano de se desfazer do controle da Via Varejo. Com a venda, o grupo segue sendo o controlador da companhia, dado que os 51 milhões de papeis vendidos representam apenas 3,99% do capital e o GPA detinha, antes da venda 43,23% do capital da Via Varejo, empresa de eletroeletrônicos que é dona das redes Casas Bahia e Pontofrio.

O GPA já havia anunciado que a alienação seria feita por meio de um contrato de total return swap firmado com instituição financeira. A corretora intermediadora vendedora foi o Itaú e o intermediador comprador o Santander. Segundo informações da Agência Bovespa, foi permitida a livre interferência de compradores e vendedores no leilão.

Mais conteúdo sobre:
Via VarejoGPAleilãovarejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.