Viavarejo compra Bartira e amplia trabalho com móveis

O diretor presidente da Viavarejo, Francisco Valim, afirmou que a companhia enxerga uma "oportunidade interessante de ampliar participação no mercado de móveis". Valim respondeu a pergunta de um analista sobre os potenciais ganhos da companhia com a compra de parcela remanescente do capital social da Indústria de Móveis Bartira Ltda, de propriedade das Casa Bahia.

DAYANNE SOUSA, Agencia Estado

18 de outubro de 2013 | 13h29

O conselho de administração da Viavarejo autorizou convocação de Assembleia Geral Extraordinária (AGE), a se realizar no dia 31 de outubro de 2013, para deliberar sobre o tema. Nesta sexta-feira, 18, a Viavarejo informou que a Grupo Pão de Açúcar exercerá seu direito de voto favoravelmente a opção de compra.

"Hoje nós consumimos 100% da produção da Bartira na Viavarejo, Pontofrio e Casas Bahia", disse Valim. "É um mercado com oportunidade interessante", disse. Ele ressaltou que, após aprovação em AGE, o negócio precisará receber autorização do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), acrescentando que acredita que o negócio deve ser aprovado pelo órgão.

Valim também foi questionado sobre se a companhia acredita na possibilidade de manutenção do forte crescimento de vendas conquistado no terceiro trimestre. "Não vemos razão para desaceleração ou mudança de tendência para o fim do ano", declarou. A receita líquida de vendas da Viavarejo no terceiro trimestre foi de R$ 6,333 bilhões, alta de 17,4% na comparação com o mesmo período de 2012. As vendas ''mesmas lojas'' (abertas há mais de um ano) de Viavarejo cresceram 15,4% no intervalo.

Tudo o que sabemos sobre:
ViavarejomóveisBartira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.