Vinho bom não é vinho caro, é o que você gosta, diz Gabrielle Cristófaro

Gerente de vinhos finos da importadora VCT Brasil dá dicas sobre a bebida e explica como a crise internacional afetou o consumo de vinhos no país

Letícia Bragaglia, do Economia & Negócios,

24 de outubro de 2011 | 08h49

O consumo de vinho caiu entre os brasileiros recentemente para menos de 2 litros per capita ao ano. Nada que abale o entusiasmo da jovem Gabrielle Cristófaro em relação à bebida. Aos 27 anos, ela é a responsável pelo desafio de ampliar os canais de venda no Brasil dos vinhos das vinícolas Concha y Toro, do Chile, e Trivento, da Argentina, representadas no país pela importadora VCT Brasil. "A crise internacional mexeu com a cotação do dólar e atrapalhou a vida dos produtores. O mercado foi afetado, fica difícil não repassar para o consumidor a alta dos preços. Temos que apostar em estratégias criativas de marketing e educar o consumidor."

Em entrevista ao portal Economia & Negócios, Gabrielle conta que demorou pra começar a apreciar a bebida. "Venho de uma família italiana, tínhamos uma adega recheada em casa. Mas só percebi que queria trabalhar com vinhos depois que descobri que tinha um olfato apurado. Além disso, me formei em gastronomia, mas não tinha coragem de enfrentar o trabalho pesado em uma cozinha."

Vinho bom, pra ela, é o vinho que casa com o paladar de cada um. "Não importa o preço, mas sim o prazer que a bebida proporciona," explica. Bem humorada, Gabrielle conta que nem todo mundo pensa assim. "Já fui chamada pra montar uma adega na casa de gente que nem gosta da bebida, mas precisa impressionar as visitas."

Veja nos dois vídeos abaixo a entrevista completa, na qual Gabrielle Cristófaro ensina a maneira correta de abrir uma  uma garrafa de vinho e degustar a bebida:

Vinho bom não é vinho caro, é o que você gosta

Saiba como servir vinhos

Tudo o que sabemos sobre:
vinhoconsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.