Werther Santana / Estadão
Werther Santana / Estadão

Vitru espera sinergia de até R$ 2,9 bi após combinação com UniCesumar

Juntas, as empresas terão 721 mil alunos, sendo 22 mil da modalidade presencial e 699 mil de ensino a distância

Luísa Laval, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2022 | 11h48

A Vitru, controladora da Uniasselvi, espera gerar sinergias de R$ 2 bilhões a R$ 2,9 bilhões em valor presente após combinação de negócios com a UniCesumar, que será consumada nesta sexta-feira, 20. A transação foi aprovada sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Juntas, as empresas terão 721 mil alunos, sendo 22 mil da modalidade presencial e 699 mil de ensino a distância (EaD). Além disso, serão 1.946 polos de EaD, com receita líquida combinada de R$ 1,37 bilhão.

"Já somos o maior player de ensino digital do Brasil, que é o que está crescendo dentro do ensino superior. A ideia é manter as duas marcas, porque atraem públicos diferentes", afirmou o CFO da Vitru, Carlos Freitas. Segundo o executivo, as principais sinergias virão do campo opex (despesas operacionais), com sinergias de R$ 1,055 bilhão a R$ 1,440 bilhão.

"A alavanca mais relevante é folha de pessoal. Não se trata de grandes demissões, mas como estamos crescendo muito, teremos um crescimento em escala diferenciada", disse em teleconferência com investidores. O potencial de sinergia no campo é de R$ 36,6 milhões, com valor presente de R$ 420 milhões a R$ 570 milhões. Na área comercial, a empresa estima atingir sinergias de R$ 945 milhões a R$ 1,3 bilhão, enquanto a economia esperada em investimentos (capex) é de R$ 65 milhões a R$ 90 milhões.

Nova estrutura

 A aquisição da UniCesumar foi fechada por R$ 3,228 bilhões. Desse montante, 62,9% serão recebidos em dinheiro no fechamento da transação, 17,7% serão pagos em 12 meses e os 19,4% restantes serão dados em ações aos atuais acionistas da UniCesumar.

A nova estrutura acionária se divide em 23,5% para as famílias que eram acionistas da UniCesumar (sendo 6,8% da família Matos), 20,5% para o Carlyle, 20,5% para a Vinci, 14,3% para a Neuberger Berman e os 21,2% restantes em free float para negociação nas Nasdaq, onde a Vitru está listada.

"É uma transação que é um 'game changing' na indústria, com sinergias que vão gerar muito valor para nós", concluiu Freitas.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãofusão de empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.