Volks fará recall de 4,8 milhões de veículos na China por defeito em airbag

Volks fará recall de 4,8 milhões de veículos na China por defeito em airbag

Falhas no equipamento de segurança da empresa Takata é um golpe para a montadora alemã no maior mercado automotivo do mundo; air bags podem explodir com muita força, lançando estilhaços dentro dos veículos

O Estado de S.Paulo

14 Setembro 2017 | 19h41

PEQUIM, CHINA - A Volkswagen AG e suas joint ventures chinesas FAW-Volkswagen e SAIC Volkswagen convocaram um recall milionário na China. Exatos 4,86 milhões de veículos são solicitados para a troca do sistema de air bags, equipamento fornecido pela japonesa Takata. Trata-se de um duro golpe para a montadora alemã no maior mercado automotivo do mundo.

O movimento acontece depois que o órgão regulador chinês pediu que a Volkswagen, a General Motors e a Mercedes-Benz, da Daimler AG, fizessem o recall de modelos com air bags da Takata.

Estimativas de autoridades chinesas mostram que mais de 20 milhões de carros na China estão equipados com air bags produzidos pela Takata, que foram relacionados com pelo menos 16 mortes e 180 feridos em todo o mundo. Os air bags podem explodir com muita força, lançando estilhaços dentro dos veículos.

O defeito levou ao maior recall na história da indústria automotiva e pode causar a falência da fabricante japonesa.

A Volkswagen disse à Reuters em uma declaração por email nesta quinta-feira, 14, que, após as discussões, as autoridades chinesas concluíram que a falha pode ocorrer em casos raros quando o air bag é acionado, “o que pode criar um risco potencial à segurança”.

A montadora disse que não recebeu nenhum relatório relacionado à falha que afeta seus veículos mundialmente, e que uma análise de peças verificou que os infladores de air bag - a causa suspeita do defeito - estavam em “condições normais”.

A Administração Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena chinesa anunciou que a VW China fará o recall de 103,573 veículos, a FAW-Volkswagen de 2,35 milhões e a SAIC Volkswagen de 2,4 milhões. O regulador disse que a ação acontecerá de março de 2018 até 2019./REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Airbag China [Ásia] Volkswagen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.