Volkswagen anuncia queda de 81% no lucro operacional do 3o tri

A Volkswagen, maior montadora da Europa, decepcionou os mercados com um declínio de 81 por cento no lucro operacional do terceiro trimestre e reiterou sua meta anual.

REUTERS

29 de outubro de 2009 | 08h23

"A receita de vendas do grupo em 2009 será menor que no ano anterior, especialmente devido aos volumes de vendas menores. Os crescentes custos de refinanciamento e deteriorações servirão como pressão adicional aos resultados", informou a companhia nesta quinta-feira.

"Nós continuamos esperando que nossos lucros não atingirão o nível dos anos anteriores", acrescentou a Volkswagen.

Ainda assim, a montadora afirmou que deve conseguir se dissociar da tendência de baixa nos mercados automotivos em geral e ganhar participação às custas de outros.

O lucro operacional do terceiro trimestre recuou para 278 milhões de euros (409,7 milhões de dólares), bem abaixo da estimativa média de 415 milhões de euros obtida em uma pesquisa da Reuters com 17 analistas. A companhia foi prejudicada por pesadas perdas na marca de automóveis de luxo Bentley e na espanhola Seat.

O fluxo de caixa líquido nos nove primeiros meses atingiu 5,1 bilhões de euros.

"A tendência na indústria automotiva mostra que não há razão para otimismo prematuro. O clima de negócios permanece difícil", afirmou o presidente-executivo da VW, Martin Winterkorn, em um comunicado.

Às 8h15 (horário de Brasília), as ações preferenciais da Volkswagen subiam 2,39 por cento, negociadas a 66,90 euros.

Montadoras apresentaram um cenário misto de perspectivas de recuperação dos mercados automotivos globais.

A japonesa Honda Motor expressou otimismo, enquanto a alemã Daimler AG exibiu uma perspectiva sombria.

(Reportagem de Christiaan Hetzner)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSVOLKSRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.