Volkswagen busca margens maiores com sedã de luxo para mercado chinês

Volkswagen busca margens maiores com sedã de luxo para mercado chinês

O novo automóvel poderá colocar a montadora em concorrência direta com a sua marca premium, Audi

REUTERS

22 de setembro de 2014 | 09h43

A Volkswagen lançará um sedã de luxo desenhado exclusivamente para a China no próximo ano em sua busca de margens mais elevadas, disseram duas pessoas com conhecimento do plano, em um movimento que poderá colocar a montadora em concorrência direta com sua marca premium Audi.

O carro será baseado no Audi A6, o sedã de luxo mais vendido do país, afirmaram as fontes, sem dar mais detalhes sobre os elementos específicos do veículo para a China. No país, o A6 tem uma carroceria maior que em outros lugares, permitindo mais espaço para as pernas e superando o tamanho de muitos de seus rivais.

O preço do sedã premium da VW é indeterminado, e uma aproximação com o valor inicial do A6 de 383 mil iuanes (62.375 dólares) poderia canibalizar as vendas da Audi. Mas a Volkswagen, mais conhecida por carros pequenos e modelos voltados para a família, é atraída pelas margens da Audi.

A Volkswagen vende três vezes mais carros do que a Audi no mundo, mas a Audi ganha mais que o dobro do lucro dos carros com a marca VW.

O novo carro premium da Volkswagen foi batizado com o código 511, disseram as fontes.

Uma porta-voz da Volkswagen na China confirmou a existência de um plano para um carro, mas se recusou a fornecer mais detalhes.

(Por Samuel Shen e Kazunori Takada)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSVOLKSWAGENCHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.