VW/Divulgação
VW/Divulgação

Volkswagen cria plataforma de NFTs para vender cards exclusivos de modelos icônicos da marca

Criado no Brasil e voltado principalmente aos mercados da América Latina, o projeto é inédito entre montadoras globais

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2022 | 13h48

Em ação inédita que cria um novo negócio para a marca, a Volkswagen do Brasil lançou nesta segunda-feira, 11, uma plataforma global de cards colecionáveis em NFTs, que começam com as icônicas versões do Gol GT e  modelos que mesclam futurismo e carros conceito.

Essa primeira série terá 23 cards com modelos do Gol esportivo e 45 de esboços de modelos consagrados da marca. Um pacote com três cards custa R$ 50 e o de cinco sai por R$ 75. Podem ser pagos com cartão de crédito, Pix e criptomoedas. Outras séries serão lançadas gradualmente.

A NFT é a sigla em inglês para Non-Fungible Token, ou token não fungível. Trata-se de um item registrado em blockchain, o que garante sua autenticidade e torna esse item único, sem nenhum outro equivalente, como uma obra de arte.

Lá fora, especialmente nos Estados Unidos, as NFTs estão atraindo compradores de diversos produtos, de quadros  a bebidas, vestuário e produtos esportivos de marcas importantes e luxuosas, inclusive como investimento – por serem produtos únicos, é esperado que no futuro tenham valorização de preços.

No mercado brasileiro as empresas ainda estão entrando no segmento de “maneira tímida” e, no setor automotivo local e global a Volkswagen é pioneira em plataforma de NFTs, afirma Fábio Rabelo, responsável pela área de Digitalização e Novos Modelos de Negócio da Volkswagen América Latina.

“Não se trata de um negócio (em termos financeiros), mas de trazer valor para a marca e atender clientes e fãs que, diariamente, nos pedem fotos e itens relacionados a nossos produtos”, diz. Segundo ele, nos 20 minutos de apresentação on line da plataforma houve 2 mil acessos. Em uma hora foram vendidos 130 pacotes de “figurinhas”.

Leilão de cards únicos

Chamada de Digital Garage VW, a plataforma foi nascido e desenvolvida no País para a América Latina em parceira com a OnePercent, startup brasileira referência em blockchain, especializada em criação de NFTs e aplicação da tecnologia para rastreabilidade de produtos.

O foco são consumidores brasileiros e de outros países da região, mas como é aberta, pessoas de todo o mundo terão acesso aos cards colecionáveis. Os colecionadores poderão fazer trocas de peças repetidas na própria plataforma.

Rabelo informa que em breve a montadora lançará um leilão de cartões “únicos”. A criação dos desenhos está sob comando de José Carlos Pavone, chefe de Design da Volkswagen América Latina.

A empresa também pretende desenvolver, no futuro, ações combinadas entre o modelo físico de vendas e o digital, por exemplo, oferecer algum item para quem compra os cartões, ou o contrário.

 Outras marcas do grupo, como Audi e Porsche também poderão participar da plataforma. Rabelo informa ainda que todos os cards são carbono neutro, por meio de créditos.

 

Tudo o que sabemos sobre:
VolkswagenstartupblockchainNFT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.