Wachovia é investigado por lavagem de dinheiro na AL - jornal

O Wachovia, quarto maior banco dosEstados Unidos, está sendo investigado por promotores federaisdos Estados Unidos como parte de um inquérito que apuradenúncias de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de drogas,com envolvimento de companhias do México e da Colômbia, segundoreportagem do Wall Street Journal deste sábado. Um representante do banco na cidade de Charlotte, no estadoda Carolina do Norte que sedia a matriz do Wachovia, disse quea instiuição está cooperando com as investigações, segundo areportagem. O Wall Street Journal atribuiu a notícia a "pessoaspróximas do assunto". O porta-voz do Wachovia não retornou imediatamente aochamado para comentar o assunto. O Wachovia é um dos vários bancos de grande porte que estãosendo investigados por suas relações com as transferências dedinheiro entre empresas, também segundo o jornal. Representantes de órgãos reguladores disseram nasexta-feira que o Wachovia concordou em pagar o equivalente a144 milhões de dólares para encerrar acusações de que teriafalhado em ajudar clientes que se sentiram vítimas de esquemasde empresas de telemarketing que tinham contas no banco. Este mês, o Wachovia reportou uma surpreendente queda nosresultados do primeiro trimestre, provocada por problemas nomercado de hipotecas e outras operações de crédito. (Reportagem de Kyle Peterson)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.