Wall St cai por comentários de autoridade do Fed sobre taxa de juros

As ações dos Estados Unidos fecharam em queda nesta quinta-feira, mas longe das mínimas da sessão, após o presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, dizer que a alta na taxa de juros deve ocorrer mais cedo do que o antecipado.

REUTERS

26 de junho de 2014 | 18h13

O Dow Jones <.dji> caiu 0,13 por cento, para 16.846 pontos, o S&P <.spx> caiu 0,12 por cento, para 1.957 pontos e o Nasdaq <.ixic> recuou 0,02 por cento, para 4.379 pontos.

Bullard reiterou sua posição de que aumentar os juros até o fim do primeiro trimestre de 2015 será apropriado.

Ele disse ainda que a taxa de desemprego nos EUA cairá abaixo de 6 por cento e a inflação deve voltar a 2 por cento até o fim deste ano, deixando a economia mais perto das condições normais do que a maioria imagina. Ele não tem poder de voto no Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês).

As ações listadas nos EUA do banco britânico Barclays caíram 7,4 por cento após o procurador-geral do Estado de Nova York entrar com um processo por fraude. Ele alega que o banco deu vantagem injusta nos EUA a alguns clientes.

"Estamos em um ponto em que está havendo um pouco de reequilíbrio", disse o estrategista-chefe de mercado da D.A. Davidson, Fred Dickson.

(Reportagem de Caroline Valetkevitch)

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.