Wall St fecha quase estável com recorde de petróleo

As bolsas norte-americanas fecharamperto da estabilidade nesta sexta-feira com petróleoimpulsionando as ações energéticas, o que compensou dadosmostrando que a confiança do consumidor afundou para seu menornível em 28 anos. O índice Dow Jones teve leve baixa de 0,05 por cento, a12.986 pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 0,13 por cento, a1.425 pontos. O Nasdaq retrocedeu 0,19 por cento, a 2.528pontos. A Exxon Mobil e a Chevron subiram mais de 1 por cento cada,apoiando os índices Dow e S&P 500. Os preços do petróleo emNova York fecharam em um novo recorde acima de 126 dólares comum dólar fraco e o Goldman Sachs prevendo que o petróleo podeatingir 141 dólares por barril. Durante a sessão, a commoditybateu um novo recorde perto de 128 dólares. A confiança do consumidor norte-americano caiu neste mês,segundo a pesquisa com consumidores da Reuters e a Universidadede Michigan, com a expectativa de inflação de curto prazoatingindo seu menor nível desde da era de estagflação da décadade 1980. O consumo corresponde a "aproximadamente de dois terços a75 por cento da economia norte-americana. Então eu acho quequando você olha para os preços de energia e para os preços dosimóveis caindo em áreas chaves, estes são todos aspectos quemantêm o consumo fraco, e os números da confiança estãorefletindo isso", disse Subodh Kumar, estrategista chefe deinvestimento da Subodh Kumar & Associates.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.