Wall St salta com Wells Fargo e recuo do petróleo

Os três principais índices acionáriosnorte-americanos subiram mais de 2 por cento nestaquarta-feira, marcando o melhor dia em duas décadas para algunsdos maiores bancos, com resultados inesperadamente fortes doWells Fargo. O índice Dow Jones avançou 2,52 por cento, a 11.239 pontos.O Standard & Poor's 500 saltou 2,51 por cento, a 1.245 pontos.O Nasdaq decolou 3,12 por cento, para 2.284 pontos. A queda de 4 dólares nos preços do petróleo alimentou aindamais a alta das bolsas, ofuscando um relatório que mostrou queos preços ao consumidor tiveram em junho o maior avanço desde operíodo que sucedeu a tragédia causada pelo Furacão Katrina, emsetembro de 2005. Investidores correram para comprar ações de bancos,impulsionando o Wells Fargo a um salto de quase 33 por cento.As ações de Citigroup, JP Morgan Chase e Bank of America tambémsubiram. O Wells Fargo, quinto maior banco norte-americano, elevoudividendos num momento em que seus concorrentes estão cortando. As ações das concessoras de hipotecas Freddie Mac e FannieMae, que perderam mais de 60 por cento de valor desde o começodo mês, também acompanharam o bom humor do setor financeiro. "Os preços do petróleo caíram 4 dólares e as financeirassubiram, particularmente com a notícia do Wells Fargo", disseBrian Gendreau, estrategista de investimentos da ING InvestmentManagement Americas.

WALTER BRANDIMARTE, REUTERS

16 de julho de 2008 | 18h32

Mais conteúdo sobre:
WALLSTFECHAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.