Wall St sobe com otimismo sobre resultados corporativos

O mercado de ações norte-americano retomou o rali nesta segunda-feira, amparado pelos papéis dos setores de tecnologia e de matérias-primas, com investidores apostando que as bolsas de valores vão recuperar o ritmo perdido na semana passada.

ANGELA MOON, REUTERS

24 de janeiro de 2011 | 19h53

Uma recompra de ações pela Intel, integrante do índice Dow, ajudou a renovar o otimismo entre investidores, que foi reforçado por mais uma leva de balanços corporativos fortes. Três quartos de 84 empresas integrantes do índice S&P 500 que já divulgaram seus resultados até agora superaram as expectativas de analistas.

"Resultados fortes estão impulsionando a alta do mercado e não vejo possibilidade de correção antes do fim da temporada (de balanços)", disse o presidente da Springer Financial Advisors, Keith Springer.

"Mesmo depois dos balanços, não creio que veremos uma grande correção, mas uma pausa para respirar, uma vez que não há nenhum outro fator importante".

Indicadores de volatilidade no mercado de opções também sugerem uma retomada após a queda registrada pelo S&P na semana passada, depois de o índice haver tido sete semanas seguidas de ganhos.

No fechamento desta segunda-feira, o índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,92 por cento, para 11.980 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,04 por cento, para 2.717 pontos. O índice Standard & Poor's 500 ganhou 0,58 por cento, para 1.290 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.