Wall St sobe com proposta por Bear e vendas de imóveis

As bolsas norte-americanas saltaramnesta segunda-feira após um aumento na oferta de aquisição peloBear Stearns sugerir que as ações financeiras atingiram o fundodo poço, principalmente levando em conta os novos dados domercado imobiliário que deram esperanças de que o setor podedar a volta por cima. O índice Dow Jones teve alta de 1,52 por cento, a 12.548pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 1,53 por cento, a 1.349pontos. O Nasdaq avançou 3,04 por cento, a 2.326 pontos. As ações tiveram forte alta pela segunda sessão consecutivadepois que o JPMorgan Chase elevou sua oferta pelo Bear Stearnsde 2 para 10 dólares por ação, ajudando a aliviar preocupaçõesde que outros bancos de investimentos poderiam ter suas açõesabatidas. O movimento do JPMorgan também apagou o temor de quea luta do banco com acionistas descontentes atrapalharia onegócio. As ações financeiras também foram impulsionadas por umartigo de jornal de que as ações bancárias podem recuperar de10 a 20 por cento até o final do ano. o Bear Stearns fechou emalta de 76,1 por cento. O surpreendente aumento das vendas de imóveis usados noúltimo mês alimentou o otimismo de que o pior para o setorimobiliário já passou, o que levou a uma onda de alta nas açõesde construtoras. "Mais baixas contábeis são esperadas no ambientefinanceiro, mas as pessoas estão começando a ver uma luz no fimdo túnel e elas suspeitam que não seja um trem vindo em suadireção", disse Peter Kenny, diretor gerente na Knight EquityMarkets. "Com as ações do Bear Stearns a 2 dólares, a questãoera: 'Quanto vale o resto do setor financeiro?"'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.