Wall St sobe por esperança de fusões e alta de commodities

As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em alta nesta terça-feira, sustentadas pela expectativa de fusões e aquisições. Além disso, o dólar fraco favoreceu um avanço nos preços de commodities e animou ações de empresas ligadas a petróleo e mineração.

ANGELA MOON, REUTERS

08 de setembro de 2009 | 18h07

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,59 por cento, para 9.497 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,94 por cento, para 2.037 pontos. O Standard & Poor's 500 ganhou 0,88 por cento, a 1.025 pontos.

A Kraft Foods, maior companhia de alimentos da América do Norte, disse que pretende comprar a britânica Cadbury, apesar da rejeição da fabricante de doces a uma oferta de 16,7 bilhões de dólares feita pela Kraft na segunda-feira.

Embora as ações da Kraft tenham caído quase 6 por cento, as de outras empresas do setor subiram, como a Hershey.

"Desde o grande rali do mercado, muitas pessoas têm se preocupado com valorizações. Mas, quando você vê uma oferta como essa, os temores diminuem", disse o estrategista-chefe de investimentos da Robert W. Baird, Bruce Bittles, em Nashville, Tennessee.

O dólar caiu ao menor nível do ano ante o euro, favorecendo o salto de 4,5 por cento nos preços futuros do petróleo e do ouro.

As ações da Chevron avançaram mais de 2 por cento, liderando a alta do Dow Jones, enquanto as da Freeport-McMoRan Copper & Gold ganharam 3 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.