Wall Street afunda com recorde de petróleo

As bolsas norte-americanas fecharamem forte queda nesta quarta-feira, com preocupações sobreinflação e alta na taxa de juro à medida que o petróleo saltoupara um novo recorde acima de 123 dólares por barril. Investidores se desfizeram de ações de bancos, construtorase de companhias que dependem de gastos do consumidor em meio atemores de que os altos preços de energia afetem a demanda eaumentem a crise do mercado imobiliário. O American International Group puxou o Dow e o S&P 500 apósas ações da seguradora caírem 7 por cento um dia antes de eladivulgar seus resultados, que devem mostrar o segundo prejuízotrimestral consecutivo devido a sua exposição a invesimentos emhipotecas contaminadas. Também acrescentaram preocupações aos investidores oscomentários no fim da sessão do presidente do Federal Reservede Kansas City, Thomas Hoenig. Ele afirmou que o banco centralprecisa estar pronto para elevar as taxas de juros de foramrápida, devido à "incômoda" perspectiva inflacionária. "A inflação é definitivamente uma preocupação pois o Fednão tem muito para usar na luta contra a inflação além doaumento da taxa de juro, e se a economia não está crescento daforma que eles querem, aumentos do juros se somam ao ambientede dificuldade", disse Alan Lancz, presidente da Alan B. Lancz& Associates.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.