Mark Lennihan/AP
Mark Lennihan/AP

Wall Street fecha em alta à expectativa de decisão do Fed

O Dow Jones ganhou 0,59%, a 17.131 pontos, o S&P 500 subiu 0,75%, a 1.998 pontos. O Nasdaq cresceu 0,75%, para 4.552 pontos

REUTERS

16 de setembro de 2014 | 18h30

As bolsas norte-americanas subiram e o Standard & Poor's 500 teve a maior alta em um mês nesta terça-feira, após reportagem mudar projeções do mercado sobre o comunicado do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) na quarta-feira.

O Dow Jones ganhou 0,59 por cento, a 17.131 pontos, o S&P 500 subiu 0,75 por cento, a 1.998 pontos. O Nasdaq cresceu 0,75 por cento, para 4.552 pontos.

Após um início de pregão fraco, os principais índices subiram com operadores citando uma reportagem do Wall Street Journal que indicava que o Fed pode ser menos linha-dura que o esperado pelos mercados, enquanto investidores tentam adivinhar quando o banco central irá aumentar a taxa básica de juros.

O Fed abriu sua reunião de política monetária de dois dias nesta terça-feira. Apesar de ter dito que não espera elevar a taxa básica até 2015, recentes dados fortes da economia fizeram alguns membros do Fed dizerem que podem agir antes do previsto.

Cada um dos dez maiores setores do S&P fecharam em território positivo, e o Dow Jones conseguiu atingir novo recorde intradia, apesar de ter fechado seis pontos abaixo de seu recorde de fechamento.

O volume foi alto, com cerca de 6,12 bilhões de ações negociadas nas bolsas norte-americanas, acima da média de 5,6 bilhões até agora no mês, segundo dados da BATS Global Markets.

(Por Chuck Mikolajczak)

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.