Wall Street salta com decisão agressiva do Fed

O mercado acionário norte-americanoteve a maior alta dos últimos 4 anos nesta terça-feira, depoisque o Federal Reserve cortou a taxa de juro acima do esperado efortaleceu as esperanças de que a economia poderá recuperar-seda desaceleração do setor imobiliário e da turbulência nomercado de crédito. O corte na taxa de juro, a primeira em quatro anos, foimais agressiva que a expectativas de muitos investidores, em0,50 ponto percentual, para 4,75 por cento. O índice Dow Jones teve alta de 2,51 por cento, a 13.739pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 2,92 por cento, a 1.519pontos. O Nasdaq subiu 2,71 por cento, a 2.651 pontos. O S&P teve o maior ganho porcentual desde de março de 2003.Também foi o melhor avanço percentual diário do índice DowJones desde 2003. Mesmo antes do corte da taxa de juro ser anunciada, oLehman Brothers Holdings Inc reportou um lucro inesperadamenteforte que ajudou a amenizar as preocupações do impacto dacontração do crédito nos bancos. As ações da empresa subiram 10por cento para 64,49 dólares. As maiores empresas bancárias, cujos lucros se beneficamusualmente de queda nas taxas de curto prazo, estavam entre asprincipais altas do pregão. As ações do Citigroup e da JPMorganChase subiram cerca de 5 por cento. "O Fed está visivelmente preocupado com os empréstimos --oucom a falta destes-- reduzir a atividade econômica e porenquanto está disposto a trocar inflação por estabilidadeeconômica", disse Tom Sowanick, chefe do escritório deinvestimentos da Clearbrook Financial LLC em Nova Jersey. "Os mercados de ações responderam de acordo", eleacrescentou. A bolsa de Nova York informou ter colocado um limite dealta à medida que as ações saltaram após a decisão do Fed. O índice S&P de ações financeiras subiu 4,5 por cento. As ações imobiliárias também se destacaram no dia, com oíndice Dow Jones U.S. Home Construction avançando 6 por cento. As ações de empresas do setor de energia subiramfortemente, com o petróleo futuro atingindo um novo recordeacima de 81 dólares o barril. A Exxon Mobil Corp. Oil ganhou2,8 por cento e foi a segunda maior alta no índice S&P. Os negócios ficaram abaixo da média na bolsa de Nova York,com aproximadamente 1,65 bilhão de ações trocando de mãos nodia, contra um média diária do ano passado de 1,84 bilhão. Em contraste, na Nasdaq, aproximadamente 2,13 bilhões deãções foram negociadas, acima da média diária do ano passado de2,02 bilhões.

REUTERS

18 de setembro de 2007 | 20h05

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTREANIMAFED

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.