Wall Street salta com queda do petróleo e setor financeiro

As bolsas norte-americanas fecharamem alta em mais uma sessão turbulenta nesta terça-feira, com umrecuo dos preços do petróleo amenizando os temores sobre osgastos do consumidor e empresariais. Além disso, as ações do setor financeiro subiram após ochairman do Federal Reserve afirmar que pode manter osinstrumentos de ajuda para as instituições. O índice Dow Jones teve alta de 1,36 por cento, a 11.384pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 1,71 por cento, a 1.273pontos. O Nasdaq avançou 2,28 por cento, a 2.294 pontos. Companhias de tecnologia e varejistas se recuperarm apósforte queda na última semana, com o Wal-Mart sendo o maiorimpulso do Dow. A Apple subiu antes do lançamento do novoiPhone, ajudando o Nasdaq. O mercado flutou durante o dia com agitações antes datemporada de divulgação de resultados que começou de forma maisintensa no fechamento desta sessão. As ações da Alcoa caíram3,2 por cento, com os investidores temendo que os altos custosimpactem seu resultado. As ações financeiras subiram após o chairman do Fed, BenBernanke, afirmar em discurso que o banco centralnorte-americano pode estender os empréstimos de emergência parabancos de Wall Street, mostrando que o Fed está determinado aencerrar a crise de crédito iniciada no mercado hipotecário. O secretário do Tesouro, Henry Paulson, deu mais otimismoao mercado quando afirmou que as vendas de imóveis usados emmeses recentes implicam em certa estabilidade na demanda pormoradias. "Você teve duas grande autoridades hoje que deixaram claroque eles irão fazer o possível para elevar o mercadoimobiliário", disse Andrew Harding, vice-presidente deinvestimento para renda fixa da Allegiant Asset Management.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.