Wall Street tem queda por temores com crédito e economia

As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em queda nesta terça-feira pelo segundo diaseguido, com investidores preocupados com o impacto da crise docrédito sobre os lucros de instituições financeiras e naeconomia de uma forma mais ampla. O índice Dow Jones recuou 0,49 por cento, para 13.248pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 0,65 por cento, para 1.462pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq teve desvalorizaçãode 0,66 por cento, a 2.619 pontos. Em um sinal da crescente inquietação sobre o aperto docrédito e as consequências das turbulências no mercado demoradias norte-americano, o JPMorgan Chase cortou sua previsãode lucro para os quatro principais bancos de Wall Street,levando à liquidação de ações do setor financeiro. Os papéis da companhia de cartões de crédito AmericanExpress e do Goldman Sachs, maior empresa de garantias dos EUA,lideraram a queda. "O que dirige o mercado é o problema do crédito", disseGail Dudack, chefe de estratégia de investimento do DudackResearch Group em Nova York. "Os outros problemas são todos secundários. Se não fossepela crise do crédito, não acho que estaríamos falando sobrerecessão e estaríamos tão focados no Fed, e não estaríamospreocupados com os lucros." (Por Ellis Mnyandu)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.