Wall Street tomba puxado por ações financeiras

As bolsas norte-americanas fecharamem queda de mais de 2 por cento nesta quinta-feira após umrelatório mostrando mais uma baixa nas vendas de imóveis, o quelevou investidores a realizar lucros com as ações financeirasque vinham subindo desde a última semana. O índice Dow Jones teve baixa de 2,43 por cento, a 11.349pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 2,31 por cento, a 1.252pontos. O Nasdaq recuou 1,97 por cento, a 2.280 pontos. A alta dos preços do petróleo trouxe a preocupação de queas recentes quedas chegaram a um fim. As ações de empresassensíveis aos custos dos combustíveis, como varejistas ecompanhias aéreas, afundaram. Empresas financeiras, que têm enfrentado grandes perdas coma crise imobiliária, recuaram após dados da Associação Nacionalde Corretores de Imóveis mostrarem que as vendas de junho deimóveis usados atingiram o menor valor em 10 anos. O índice de ações bancárias caiu 6,7 por cento, após umaalta de 40 por cento desde a última semana. O pregão tem sido bastante volátil nas últimas semanas e omercado tem estado ansioso, principalmente após o caso de quasefalência dos dois pilares do setor imobiliário norte-americano--Fannie Mae e Freddie Mac . As duas empresas podem receberapoio com um plano de ajuda aprovado na Câmara na quarta-feirae que deve ser aprovado no Senado até sábado. "O plano de ajuda deu confiança o suficiente no setor paratirar a pressão das ações, mas a forte recuperação que nósvimos pode ter chegado ao fim", disse Eric Kuby,vice-presidente de investimento da North Star InvestimentManagement. "Quando as pessoas observam de novo os fundamentos daeconomia, elas percebem que o mercado imobiliário ficou umpouco pior." (Reportagem de Kristina Cooke)

KRISTINA COOKE, REUTERS

24 de julho de 2008 | 18h06

Mais conteúdo sobre:
WALLSTFECHAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.