Walmart espera alta de 10% nas vendas em lojas físicas na Black Friday

Walmart espera alta de 10% nas vendas em lojas físicas na Black Friday

Rede promete descontos de até 70% em compras presenciais; ritmo de expansão das vendas é menor do que nos anos anteriores

Dayanne Sousa, O Estado de S. Paulo

24 de novembro de 2014 | 09h02

SÃO PAULO - O Walmart Brasil espera que o faturamento cresça 10% durante a Black Friday nas lojas físicas do grupo este ano na comparação com o mesmo período de 2013. A operação, que é separada da de comércio eletrônico, apostou no aumento do número de produtos que terão desconto durante o evento promocional, que ocorre na sexta-feira, 28.

A vice-presidente Comercial da companhia, Patrícia Alves Nina, afirma que os descontos devem variar de 40% a 70% no período. A expectativa é que as vendas não se limitem ao nicho de eletrônicos, categoria que tradicionalmente é de maior fôlego durante o evento, para incluir bebidas, itens de higiene e beleza, além de produtos para casa.  

Segundo a empresa, mais de 500 itens estarão em promoção, 40% acima do registrado em 2013. "Queremos garantir os mesmos itens dos anos anteriores em faixas de tíquete médio mais alto, mas também itens de tíquete mais baixo", comentou Patrícia. Ainda assim, TVs LED, notebooks, tablets, smartphones e eletroportáteis devem ter destaque.  

O ritmo de expansão este ano está um pouco abaixo de anos anteriores. Em 2013, houve 20% de alta nas vendas e, em 2012, de 35%. "É um índice menor porque estamos falando de crescimento sobre crescimento", justifica Patrícia. Apesar disso, ela considera que as perspectivas são positivas. 

Questionada sobre o ambiente macroeconômico de consumo desaquecido, ela considera que a ampliação do sortimento de produtos em oferta é uma forma de reagir ao cenário. "Esperamos do evento uma resposta forte e não existe de nossa parte nenhuma preocupação adicional com relação à reação dos consumidores a qualquer tipo de recessão", diz.  

A expectativa de crescimento de vendas este ano leva em conta os principais dias de ofertas, entre quinta-feira, 27, e domingo, 30. Apesar disso, este ano o Walmart antecipou a campanha promocional, iniciando já na noite do domingo anterior, dia 23. As ofertas tendem a aumentar na proximidade da sexta-feira, 28, espera.  

Para a vice-presidente, apesar do ganho de relevância da Black Friday no Brasil, o evento ainda não tem canibalizado vendas do Natal. "Temos visto que a Black Friday tem sido uma data de indulgência, em que o consumidor compra coisas para si mesmo e para sua casa, enquanto o Natal é uma data de troca de presentes", comentou.  

Segundo Patrícia, a rede iniciou negociações específicas para Black Friday junto a fornecedores com uma antecedência de até nove meses em alguns casos. Estarão envolvidas todas as bandeiras do grupo no Brasil. O grupo detém diversas marcas, incluindo BIG, Maxxi, Sam's Club e Todo Dia.

Tudo o que sabemos sobre:
Black FridayWalmart

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.