WorldSteel prevê superávit para minério de ferro em 2014

A Associação Mundial do Aço (WorldSteel) divulgou nesta quinta-feira um relatório afirmando que o mercado global de minério de ferro deve ficar em equilíbrio este ano, e depois passar a registrar crescentes superávits entre 2014 e 2017. Segundo Edwin Basson, diretor-geral da WorldSteel, a capacidade global de produção de minério de ferro deve aumentar quase 250 milhões de toneladas nos próximos anos, com a entrada em funcionamento de novas minas.

Agencia Estado

11 de abril de 2013 | 20h12

A WorldSteel prevê um ínfimo superávit de minério de ferro este ano, um excesso de 100 milhões de toneladas em 2014 e de 200 milhões de toneladas em 2017. Depois disso, o mercado deve se estabilizar. Mas esses superávits, em um período de lento crescimento no mercado de aço, podem acentuar a volatilidade nos preços do minério. "Uma vez que você abre uma mina, é difícil parar", comenta Basson. Segundo ele, as grandes mineradoras "vão fazer o que podem" para evitar inundar o mercado.

No ano passado, foi vendido pouco mais de 1 bilhão de toneladas de minério de ferro nos mercados globais. A China, que é a maior consumidora global, ficou com quase 70% do total. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
WorldSteelprojeções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.