Aline Bronzati/Estadão
Aline Bronzati/Estadão

XP lança marca Banco de Atacado para reforçar atendimento de empresas e clientes de alta renda

A empresa já tem em torno de R$ 250 bilhões em ativos sob gestão na área de alto patrimônio

Cynthia Decloedt, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2022 | 13h06

A XP Investimentos anuncia nesta quarta-feira, 8, a marca XP Banco de Atacado. O objetivo é reforçar as áreas dedicadas ao atendimento a empresas, investidores institucionais e clientes com alto patrimônio (private).

Com o lançamento da marca, seis frentes do grupo são agora parte do XP Banco de Atacado: Corporate, Private, Investment Banking, Relações Institucionais, International e Research. 

“Queremos ser a primeira ligação do cliente para o que ele precisar. As empresas demandam cada vez mais um atendimento sofisticado e o nosso banco de atacado nasce com esse DNA: de oferecer uma estrutura robusta e um portfólio de produtos e serviços completo”, diz José Berenguer, CEO do Banco XP. Segundo o executivo, são áreas que passaram por um processo de maturação e que agora atuarão de forma mais próxima e coordenada. Ao todo, são 570 profissionais envolvidos na nova marca.

"Queremos garantir aos clientes empresas e private uma jornada unificada - one stop shop”, acrescenta Gustavo Balassiano, líder do Canal Atacado.

A XP Private, braço que atende a clientes de alto patrimônio, já tem em torno de R$ 250 bilhões em ativos sob gestão, em apenas seis anos de existência. A expectativa é que esse número alcance R$ 300 bilhões.

A área de banco de investimento fechou com receita de R$ 1,8 bilhão em 2021. Pedro Mesquita, líder do XP Investment Banking, afirmou que a área de banco de investimento já tem posições maduras em renda fixa e se estabelece com um player importante em renda variável e o mesmo deve acontecer com o segmento de M&A. “Fomos a grande novidade entre instituições participando das originações de renda variável, fazia 15 anos que não tinha um banco novo e hoje duelamos com BTG Pactual e Itaú BBA”, acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.