Xstrata planeja emissão de US$5,9 bilhões em novas ações

O grupo de mineração Xstrata planeja levantar cerca de 5,9 bilhões de dólares por meio de emissão de novas ações para pagar um pesado saldo de dívidas que tem preocupado investidores. A perspectiva de uma emissão de ações com grande desconto e que vai ampliar o número de papéis da empresa em circulação em dois terços fez as ações da Xstrata despencarem quase 8 por cento mais cedo. O analista Michael Rawlinson, da Liberum Capital, afirmou que a mineradora decidiu agir apesar de não ter nenhum repagamento de dívida até 2011 e que somente estava em risco de violar diretrizes de dívida no próximo ano. A rival Rio Tinto, que também está carregada de dívidas, informou na quarta-feira que estava considerando um aumento de capital. A Xstrata, quinta maior mineradora diversificada do mundo em valor de mercado, informou que planeja emitir 1,96 bilhão de novas ações a 2,10 libras por papel. Isso representa um desconto de 66 por cento sobre o valor de fechamento da quarta-feira. "O principal objetivo da emissão... é assegurar que a Xstrata continue financeiramente robusta durante as condições de mercado desafiadoras e dada a falta de visibilidade de curto prazo sobre as condições econômicas", informou o presidente-executivo da mineradora, Mick Davis. Depois do levantamento de capital, a dívida líquida da Xstrata cairá para cerca de 12,6 bilhões de dólares ante 16,3 bilhões de dólares no final de 2008.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.