Marcelo Min/Estadão
Marcelo Min/Estadão

Zema diz que Taesa pode ser privatizada

De acordo com o governador de MG, a medida pode ser tomada mesmo sem a aprovação da Assembleia estadual

Luana Pavani, O Estado de S.Paulo

05 Janeiro 2019 | 04h00

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Partido Novo), afirmou na sexta-feira, 4, em entrevista à GloboNews, que a Taesa, empresa de transmissão de energia subsidiária da Cemig, poderá ser privatizada.

De acordo Zema, a medida pode ser tomada mesmo sem a aprovação da Assembleia estadual. Outras estatais, como Cemig e Copasa, também serão privatizadas, mas vão depender da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Segundo Zema, essas empresas vinham sendo “infelizmente” usadas como instrumento político. “Quero entregar um Estado muito mais enxuto com muito menos empresas do que eu estou entrando. Um governo com menos poder é um governo melhor, pois vai focar naquilo que é importante para a população, que é saúde, educação e segurança.”

As ações das estatais mineiras subiram ontem impulsionadas pelas declarações do governador recém-empossado. As units (pacote de ações) da Taesa encerraram em alta de 3,95%, a R$ 25,24; e os papéis da Light subiram 0,81%, a R$ 17,47.

Mais conteúdo sobre:
energiaRomeu Zema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.