Zona do euro pode não quantificar poder de fundo na reunião de amanhã

Segundo fonte, entretanto, líderes da UE poderão anunciar o desconto sobre a dívida da Grécia - que deverá ser de 60% para os detentores privados de bônus

Danielle Chaves, da Agência Estado,

25 de outubro de 2011 | 14h29

Os líderes da União Europeia provavelmente não vão quantificar o poder de fogo ampliado do fundo de resgate da zona do euro na cúpula desta quarta-feira, 26, e também poderão não revelar o volume de recapitalização necessário para os bancos da região, afirmou uma pessoa envolvida nas negociações.

"Mas eles poderão anunciar o desconto sobre a dívida da Grécia, que deverá ser de cerca de 60% para os detentores privados de bônus", afirmou a fonte. "Há constantes discussões entre altas autoridades e nós teremos uma previsão melhor sobre os anúncios conforme a cúpula progredir amanhã. Todo mundo sabe que os mercados esperam resultados sólidos", acrescentou.

Perguntado se uma nova cúpula será necessária para resolver as divergências, a autoridade respondeu que não sabe.

Os líderes europeus têm debatido meios para aumentar o poder de fogo de 440 bilhões de euros da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês). As opções incluem fornecer aumentos adicionais de crédito para bônus soberanos emitidos por países membros e criar um veículo de investimento de propósito especial, que combinará capital público e privado para ampliar suas fontes de recursos.

Quanto ao montante de recapitalização dos bancos, o valor total está sendo calculado em cerca de 108 bilhões de euros.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
zona do euroefsf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.