5 passos para uma boa exposição dos seus produtos no ponto de venda

Salvador/Bahia--(DINO - 26 jan, 2017) - O produto em exposição deve atrair, seduzir, despertar os sentidos e mexer com a emoção do consumidor. Criar no ponto de venda um ambiente envolvente e voltado às necessidades do consumidor faz parte das técnicas de Visual Merchandising.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

26 de janeiro de 2017 | 14h06

Visual merchandising é a junção de inúmeras técnicas de marketing que usa a comunicação visual trazendo vida ao produto tronando-o protagonista. Esse processo envolve todos os aspectos do ambiente de varejo.

O trabalho de exposição de peças no ponto de venda é um fator primordial quando observamos o sucesso ou o fracasso de uma loja de varejo, uma vez que é um incentivo à compra dos seus produtos ou serviços e muitas vezes, a única oportunidade de mostrá-los ao público. E, se é necessário somente 5 segundos para atrair a atenção do consumidor para entrar ou não na sua loja, a sua exposição de produtos deve ser muito bem executada.

Toda e qualquer ação ou influência promocional usada no ponto de venda que proporcione informação e melhor visibilidade promovendo os produtos, marcas ou serviços com o propósito de motivar ou influenciar as decisões de compra dos consumidores, pode e deve ser usada de forma positiva.

São muitas as técnicas de exposição, mas com os 5 passos a seguir você terá as primeiras noções básicas para tornar dinâmica e produtiva a sua exposição de produtos no ponto de venda.

1. Organização Visual

Fique atento à "bagunça" visual no seu ambiente de loja. Verifique todos os espaços após cada venda ou grupo de vendas realizados.

Manter a casa em ordem visualmente, permite que os próximos potenciais clientes sintam a mesma experiência que todos os anteriores e compartilhem da mesma sensação de conforto visual. Se o seu espaço permitir, organize por categorias, grupos ou cores. Um PDV fora de ordem pode ter perdas consideráveis no resultado de vendas.

2. Não duvide do poder da luz

Ignoramos o que está na penumbra, mas não conseguimos resistir à luz! Um produto iluminado atrai o olhar, capta a atenção do cliente e produz uma percepção de valor ainda mais elevado.

Lembre-se de que, a iluminação deve ser utilizada a favor da sua loja. Por essa razão, os diferentes tipos de sistemas de iluminação, devem ser pensados e distribuídos estrategicamente a fim de agregar valor aos produtos. Você já sabe que as repetições geram monotonia e variar o sistema de iluminação nos diferentes ambientes da loja ajuda a quebrar a mesmice. Trabalhar estrategicamente a iluminação de loja faz toda a diferença no visual dos produtos.

3. Ensine o cliente a usar o produto

Não entregue a função de solucionar o problema do cliente aos blogs ou revistas de moda. Eles auxiliam mas não realizam a venda no seu PDV. Ensine, oriente, ajude-o a utilizar o seu produto seja nos looks de manequins, books, araras ou com o auxílio da equipe de vendas. Você ainda pode utilizar o recurso de Cross Merchandising a favor do seu negócio. O Cross Merchandising é uma técnica de cruzar produtos correlacionados que é muito utilizada para aumento de vendas. Por exemplo, se a sua marca vende roupas femininas, os acessórios têm relação direta de consumo. Ensine sobre o uso e promova opções.

4. Destaque e valorize

Não trate o seu produto que custa R$ 200,00 como se ele custasse R$ 5,00. Desse modo, você tira dele não somente o valor econômico mas, sobretudo, o valor de sedução. Observe os locais e forma como ele está sendo exposto e apresentado ao seu consumidor.

Não menospreze o poder de uma boa exposição. Invista em expositores e displays e você verá que o custo desse investimento será bem menor que o retorno em vendas e em valor para a sua marca.

5. Conte uma história

Nascemos programados para gostar de histórias. Histórias encantam e envolvem.

Deixe o ambiente da loja mais aconchegante, ofereça espaços ou serviços que faça o cliente esquecer que está em uma "loja". Conte a história da marca, use cores adequadas, iluminação, cause emoções.

Produtos acabam e lembranças são para sempre!

OUTRAS DICAS:

Para tornar a exposição ainda mais adequada, lance mão dos pontos focais. Eles podem ser o campo visual mais forte da sua vitrine ou interior de loja.

Uma dica valiosa para destacar ainda melhor os produtos é apostar na altura certa. Os produtos devem ficar entre 1.20 e 1.60 de altura ou um ângulo limite de 45 graus do braço para cima ou para baixo. Lembrando que o melhor ponto visual está na altura dos olhos. Levando em consideração a média de altura brasileira, segundo o IBGE temos uma população com 1,60 (a mulher) e 1,73m (o homem).

Desse modo, nos espaços em que o olhar fique acima ou abaixo de 45 graus e para as extremidades, o ideal é utilizar produtos ou elementos menos importantes e nunca os seus produtos-chave.

O corpo humano usa a lei do mínimo esforço na tentativa de economizar energia e qualquer produto que não esteja "acessível" corre o risco de não ser o favorito na hora de decisão de compra.

O Visual Merchandising é um processo que se estende desde o conceito até a finalização da exposição do produto e tem como propósito criar uma identidade, formando um elo de conexão entre marca e consumidor. Usar as técnicas como ferramentas para melhorar a exposição dos seus produtos, é uma ação eficaz e que traz resultados positivos e imediatos nas vendas.

Website: http://www.chriscorcino.com.br

Mais conteúdo sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.