85% dos brasileiros aprovam a venda de carros autônomos no Brasil

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

12 de dezembro de 2016 | 16h23

(DINO - 12 dez, 2016) - Automóveis que andam sozinhos são vistos em filmes e parecem pertencer a um futuro distante. Porém, a novidade já existe e passa por constantes testes das indústrias automobilísticas e tecnológicas ? como provam os modelos Totoya Prius, Lexus RX450H e do Google. Programados por computadores, eles podem ser comandados por celulares, relógios, entre outros dispositivos.

Apesar da previsão de chegada desses veículos às concessionárias estar prevista para a próxima década, o assunto já levanta discussões. Uma pesquisa aberta aos mais de 40 mil seguidores da fanpage da Instacarro aponta que 85% são a favor da comercialização do "quatro rodas" inteligente no Brasil.

Confira como os brasileiros avaliam o carro inteligente:

? Maioria quer o carro inteligente

55,6% alegam que comprariam o auto, porque facilitaria o cotidiano. O veículo pode ser especialmente interessante para diminuir acidentes causados por motoristas que dormem ao volante, por exemplo.

? Medo da máquina no controle

O sistema enxerga 360°, é capaz de interpretar algoritmos enviados por radares para desviar de obstáculos e medir a velocidade de acordo com o que é estabelecido por cada região. Segundo um estudo realizado em 2015 pelo ONSV (Observatório Nacional de Segurança Viária) 90% dos acidentes de trânsito acontecem por falha do motorista. Ainda assim, 11% dos entrevistados alegam que não comprariam por acharem a opção perigosa.

? Modernidade não combina com os buracos

A demora da finalização de obras para melhoria nas vias apareceu como uma questão. 88,9% acham que o Brasil não está preparado para receber essa modernidade sem antes reformar ruas e estradas. A lei também é uma preocupação para quem dirige: mais de 50% acreditam que será mais difícil definir um culpado no caso de alguma ocorrência fatal.

"Nossa pesquisa demonstra que os condutores aprovam os modelos autônomos e que estão ansiosos para experimentar essa alternativa. Como fãs de carros e, principalmente, das facilidades que trazem ao cotidiano, torcemos para que essas novidades cheguem o quanto antes à realidade", conclui Diego Fischer, CEO da InstaCarro.

Sobre a InstaCarro:

Baseado no que a WeBuyAnyCar realiza nos Estados Unidos, bem como a CarPrice.ru no mercado russo e a WirKaufenDeinAuto no mercado alemão, a InstaCarro conta com uma proposta simples e eficiente: viabilizar negócios rápidos, seguros, transparentes e com os melhores preços entre lojas/concessionárias e quem quer vender o carro. Criada no fim de 2015 e baseada em São Paulo (SP), a startup atraiu um exigente grupo de investidores para apoiar seu projeto inovador no Brasil, recebendo US$ 3,5 milhões em um dos maiores aportes de capital para uma empresa de internet nesse estágio até hoje no país. Entre as vantagens de usar o serviço, estão a oferta para mais de 1000 lojas e concessionárias do Brasil em até uma hora - o vendedor recebe múltiplas ofertas, escuta a maior e, se aceitar, é pago no mesmo momento. Além disso, não é preciso se preocupar com laudo de transferência, já que a InstaCarro cuida do processo. Para saber mais, acesse: www.instacarro.com.br.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.