Alimentos industrializados podem desequilibrar o organismo

(DINO - 22 fev, 2017) - A correria do dia a dia, os compromissos profissionais e a falta de tempo, fazem com que as pessoas optem cada vez mais por alimentos prontos, muito mais práticos e de preparo rápido. Além da praticidade, os industrializados também possuem um prazo de validade bem maior do que os produtos "in natura", tornando fácil o armazenamento. Mas é bom tomar cuidado. Para aumentar a durabilidade e melhorar a aparência desses alimentos, são necessários muitos aditivos químicos que não fazem bem à saúde como gordura trans, vegetal ou hidrogenada, acidulantes, corantes, aromatizantes, estabilizantes, ácido cítrico entre outros.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

22 de fevereiro de 2017 | 14h18

O médico especialista há mais de 20 anos em prevenção, tratamento do envelhecimento e reeducação alimentar através da Prática Ortomolecular, Dr. Marco Casemiro, alerta para os perigos que uma alimentação inadequada pode causar à saúde. "A falta de nutrientes, a exclusão de alimentos-fonte e a ingestão de substâncias químicas existentes em alimentos industrializados podem desequilibrar o organismo e causar uma série de doenças, desde distúrbios hormonais, obesidade, alergias e sintomas como fadiga, esquecimento, indisposição e irritabilidade" explica Dr. Casemiro.

É nesse momento, quando a alimentação não é capaz de suprir as necessidades nutricionais individuais, que entra em cena os suplementos ortomoleculares, que são na maioria das vezes vitaminas, minerais e aminoácidos que complementam a alimentação. De acordo com pesquisas, 7 em cada 10 brasileiros tem déficit no consumo de uma série de nutrientes. "Quando a pessoa faz a suplementação, ela está repondo ou prevenindo que seu corpo sofra pela falta de alguma substância como, por exemplo, proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais. A suplementação auxilia no tratamento de várias doenças, ajuda a fortalecer o sistema imunológico e controla e previne o envelhecimento celular, diminuindo a ação tóxica dos radicais livres. É importante que haja um acompanhamento médico constante para avaliar como o organismo está reagindo e se as necessidades nutricionais estão sendo atendidas", explica o médico.

Diminuir ao máximo o consumo dos alimentos industrializados é essencial, pois eles contêm uma grande quantidade de sal, gordura e açucares. E o excesso desses componentes é prejudicial à nossa saúde. "Aumente o consumo de frutas, hortaliças e dê preferências aos grãos integrais. Cuide da sua saúde, procure alimentar-se de maneira saudável, faça atividade física regular e suplementação ortomolecular. Essas dicas são fundamentais para quem deseja manter a saúde, corpo e mente em equilíbrio, aumentar o desempenho físico e mental e melhorar a qualidade de vida" finaliza Dr. Casemiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.