Allied Telesis encerra 2016 com 8% de crescimento e aposta em redes de dados, voz e segurança com a IoT

(DINO - 30 jan, 2017) - A Allied Telesis ? multinacional japonesa especializada em infraestrutura e segurança de redes ? finalizou o ano com crescimento de 8% no faturamento em comparação ao ano anterior. Segundo o vice-presidente de Vendas da Allied Telesis para a América Latina, Renato Rossetto, o projeto de rede de segurança das Olimpíadas foi o grande responsável por boa parte do desempenho alcançado pela companhia em 2016. O grande evento esportivo realizado no ano passado também alavancou grande parte dos negócios firmados no período, como projetos de infraestrutura de rede e segurança em hotéis e shopping centers, implementados em várias regiões do país.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

30 de janeiro de 2017 | 11h04

"Apesar de enfrentar um cenário não favorável, devido às crises política e econômica que frearam boa parte dos investimentos no país, a Allied Telesis Brasil conseguiu manter a operação com projetos de alta qualidade e performance e ainda crescer no seu mercado de atuação, sendo uma referência para o setor", avalia Rossetto.

O VP de Vendas da Allied Telesis para a América Latina acredita na retomada do crescimento a médio e longo prazos, pois na visão dele o pior momento já passou. "Enfrentamos um ano cheio de desafios. A crise econômica reduziu o valor total dos projetos e somado a isso ainda houve o fato do comprometimento da capacidade de crédito e a pontualidade dos pagamentos por parte das empresas, esses fatores impactaram fortemente nos resultados. Certamente sem a recessão teríamos um crescimento na casa de dois dígitos como vinha acontecendo nos últimos anos e muito mais a comemorar", comenta. "Esperamos que a situação do país se modifique com as medidas estruturais realizadas pelo Governo. A economia brasileira precisa de juros baixos para que a capacidade de crédito volte ao normal", completa.

Para 2017, a empresa projeta um crescimento de aproximadamente 30% e, para isso, planeja repetir a estratégia bem-sucedida realizada em 2016, cujo foco foram projetos de alta qualidade e performance, principalmente voltados para produtos e soluções do seu portfólio visando atender o aumento de demanda em infraestrutura de rede, voz e dados que a IoT (Internet das Coisas) vem impulsionando.

"As redes de telecomunicações no Brasil têm avançado cada vez mais na direção da Internet das Coisas inclusive no mercado empresarial, exigindo equipamentos cada vez mais inteligentes baseados em Cloud e as soluções da Allied Telesis já foram pensadas para essa tendência. A linha de switches autogerenciáveis e totalmente autoconfiguráveis é um exemplo prático desse avanço. Vamos dar continuidade à implantação das redes corporativas definidas por software (SDN) e a nossa plataforma AMF (Allied Telesis Management Framework) é a base de aplicação dessa nova tecnologia", explica.

Além disso, a Allied Telesis pretende manter o calendário mundial de lançamentos de produtos e soluções que ocorre a cada final de trimestre e concentrar os esforços na expansão do conhecimento da marca por meio do Programa de Capacitação Técnica e Comercial, criado em 2015, que agrega valor aos projetos implementados. "Com ampliação do nosso programa de treinamentos técnicos e comerciais estaremos levando nossas soluções aos nossos canais e, simultaneamente, contribuindo para a capilaridade da nossa atuação. O programa também visa aumentar a rede de integradores de sistemas", conclui Rossetto.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.