Aula Aberta - Encontro debate os destinos da informação, sua seleção, guarda e preservação

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

15 de março de 2017 | 23h54

São Paulo - SP--(DINO - 21 fev, 2017) - Os documentos são criados para apoiar algum processo e, a partir de seu uso, pode seguir dois caminhos: sua guarda até sua eliminação ou sua custódia definitiva, explica o professor Charlley Luz, um dos organizadores do encontro e docente do curso de pós-graduação da FESPSP. "Estes dois caminhos são muitas vezes tortuosos, principalmente se não houver os cuidados e as operações necessárias para que o documentos tenham o destino adequado".

Para o professor a Gestão Documental é uma necessidade objetiva num mundo onde a informação está por todo o lado. Aquelas informações que são documentos, provas e indícios de atos e ações de instituições e empresas, precisam ser tratadas: classificadas e analisadas quanto ao seu tempo de guarda e finalidade. "Além disso, os Repositórios Digitais Confiáveis RDC-Arq passaram a ser uma exigência para Arquivos do serviço público que possuem documentos natodigitais e digitalizados que precisam ser custodiados permanentemente. A implantação de um repositório digital confiável é fundamental para assegurar a preservação, o acesso e a autenticidade de longo prazo dos materiais digitais".

Segundo Charlley, o desafio é definir papéis e práticas tanto no uso das informações (junto à quem as cria), quanto depois em seu caminho para guarda ou eliminação. Para isso, são necessários aplicar classificações e avaliar a temporalidade, além de salvaguardar a integridade e a qualidade dos documentos. "Em relação ao digital a palavra Confiança é importante, pois através de ambientes digitais confiáveis que se dá o trâmite e a guarda definitiva dos documentos que não sejam em papel".

A FESPSP realiza aula aberta à comunidade para discutir este trâmite documental, com o título "Caminhos do Arquivo: da gestão documental à guarda permanente" com a participação do Diretor de gestão documental do Arquivo Público do Estado de São Paulo, além de professores da instituição. A aula aberta é destinada a todos que tenham interesse no tema, como Arquivistas, Bibliotecários, Museólogos, colaboradores de centro de memória e documentação e estudantes destas disciplinas.?

Sobre Charlley Luz

Possui formação técnica em Publicidade e Propagada, graduação em Arquivologia (2006) na FABICO-UFRGS e pós-graduação stricto sensu (mestrado) em Ciência da Informação (2016) na ECA-USP. É sócio fundador da Feed Consultoria e Serviços de Marketing LTDA. Professor e orientador, ministra as disciplinas de Arquitetura de Informação do curso de pós-graduação em Gestão da Informação Digital e de Descrição Arquivística e Gestão de Documentos Digitais do curso de pós-graduação em Gestão Arquivística da FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo). Informação (resumida) coletada do Lattes em 21/02/2017

Sobre Marcelo Henrique de Assis

Possui graduação em Arquivologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2009). Atualmente é diretor técnico II - Arquivo Público do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Arquivologia Atuação em gestão acesso e organização da informação no gerenciamento eletrônico/físico de documentos, digitalização, microfilmagem e organização, arquitetura da informação digital (websites, portais coorporativos). Profissional dinâmico com espírito de liderança, flexibilidade, facilidade de adaptação a novos ambientes e rotinas.Informações coletadas do Lattes em 09/01/2017

Sobre Rachel Ferreira Bueno

Especialista em documentação pela FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo) (1980). Atualmente é professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Atua em desenvolvimento de politica de gestão documental, nas áreas pública e privada. Informações coletadas do Lattes em 21/02/2017

Sobre Simone Fernandes

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em História, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), possui graduação em Faculdade de Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1995) e mestrado em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2004). Atualmente é técnico documentalista da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Arquivologia, atuando principalmente nos seguintes temas: arquivística, instrumento de pesquisa, memória social, história oral e obra de referência. Informações coletadas do Lattes em 21/02/2017

Serviço

Aula Aberta: Caminhos do Arquivo: Da Gestão Documental ao Permanente

Debatedores: Marcelo Henrique de Assis (Diretor do Centro de Gestão Documental do Arquivo Público do Estado), Rachel Bueno (Docente da FESPSP) e Simone Fernandes (Docente da pós-graduação da FESPSP)

Data: 23 de fevereiro de 2017

Horário: 19hs

Local: Auditório do Campus FESPSP - rua General Jardim, 522 - Vila Buarque - São Paulo - SP

SOBRE A FESPSP

FESPSP: 84 anos de Reconhecimento

A Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) foi criada em 27 de abril de 1933, por iniciativa de pouco mais de uma centena de figuras eminentes da sociedade paulistana.

Orientada desde o início para o estudo da realidade brasileira e para a formação de quadros técnicos e dirigentes capazes de atuar no processo de modernização da sociedade, a FESPSP mantém o cursos de Sociologia e Política, de Biblioteconomia e Ciência da Informação, de Administração e cursos de Pós-Graduação em áreas de Ciências Sociais e afins.

O seu corpo de pesquisadores e docentes se dedica ao ensino e à pesquisa acadêmica e aplicada, reunindo à atividade de produção do conhecimento a capacidade de intervenção, gestão e planejamento, que tem sido a marca de atuação da instituição nos projetos desenvolvidos para os setores público e privado ao longo dos anos.

Website: http://www.fespsp.org.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.