Bolsa de Valores: campeã de 2016 e a promessa para 2017

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

12 de janeiro de 2017 | 11h15

São Paulo - SP--(DINO - 12 jan, 2017) - Em momentos adversos como o vivido pelos brasileiros nos últimos meses, equilibrar as finanças parece um desafio ainda maior. E, assim, o receio em relação ao dinheiro ganha espaço. Nessas horas, contudo, é importante traçar uma estratégia para valorizar o capital em vez de deixá-lo guardado no banco.

Muitos brasileiros entenderam essa premissa e levaram a sério a ideia de ver seu dinheiro rendendo de verdade. A fuga em massa da poupança e a busca por investimentos mais rentáveis ganharam força no último ano. E os resultados dessas mudanças foram bastante positivos para quem soube aproveitá-las.

Exemplo disso é a valorização do Índice Bovespa em 2016. Famoso por reunir ações das empresas mais importantes do Brasil, o IBOV superou as expectativas e encerrou o período como o melhor investimento de 2016 . Com isso, ele conquistou a terceira posição entre os índices de maior retorno no acumulado de 2016 na América Latina e Estados Unidos.

Desta maneira, os investimentos no principal índice brasileiro superaram aplicações financeiras mais populares, como a poupança e até mesmo o Tesouro Direto. O programa do Tesouro Nacional bateu recorde de inscritos em 2016, mas mesmo assim não conseguiu oferecer rentabilidade maior que a da Bolsa no ano passado.

Diante do grande potencial da Bolsa de Valores no Brasil, o interesse de investidores em ter sucesso com investimentos na renda variável se intensificou. Os que ainda não conheciam a modalidade buscaram formação adequada para iniciar seus investimentos no Mercado de Ações. Um bom exemplo disso é a mudança de vida que Rivail M. viveu em 2016.

Ilustrador há 25 anos, ele estudou a fundo o Mercado Financeiro e, em especial, a Bolsa Valores para se tornar um investidor profissional. Hoje, ele tem a ilustração como um hobby e a Bolsa como principal aliada de suas finanças.

"Descobri que existe uma forma de viver de maneira mais independente e transformei a minha vida", conta. Como era iniciante, ele buscou ajuda de profissionais qualificados para acompanhá-lo nesta jornada. Encontrou na Toro Radar o apoio que precisava para aprender onde e quando investir de maneira mais inteligente.

A confiança no serviço da empresa, que é hoje a maior Fintech de investimentos do Brasil, também faz parte da rotina do José D. Quando pensou em se desfazer dos papéis de uma importante siderúrgica, foi a equipe de analistas da Toro Radar que o fez mudar de ideia. E pouco tempo depois, as ações apresentaram alta tal qual os analistas indicaram. "Agora tenho ainda mais certeza de que estou cercado dos melhores profissionais do mercado", diz ele.

As recomendações de compra ou venda de um ativo devem ser embasadas em uma série de indicadores que, quando conjugados, indicam o cenário de maior probabilidade de ocorrer em um dado momento. Com isso, os investidores que contam com o auxílio da Toro Radar têm a certeza de que as recomendações possuem fundamento.

Alexandre B., que antes investia no longo prazo mas apenas em grandes empresas como Petrobras e Vale, abriu sua carteira de investimentos para papéis que ainda não conhecia. Essa mudança de comportamento ocorreu porque sentiu segurança em ouvir as recomendações de quem entende do assunto. E ele não se arrependeu. Uma ação que adquiriu, recomendada pela equipe de análise da Toro Radar, teve valorização de 103% em oito meses.

Ter bons resultados na Bolsa de Valores é, entre outras razões, consequência de saber fazer as escolhas certas e contar com ajuda especializada. Por ser um ambiente de risco, o investidor precisa ter em mente que a Bolsa é um ambiente volátil. Isso significa que a rentabilidade passada não garante uma rentabilidade futura.

Portanto, é essencial estudar constantemente o mercado, ter acompanhamento de profissionais certificados e realizar manejo de risco de acordo com o seu perfil de investimentos. "O mercado de renda variável pode nos oferecer excelentes resultados, mas para tanto é necessário fazer uma boa análise de risco, ter informação de credibilidade e agregar conhecimento. E isso é o que a Toro Radar me oferece", completa Alexandre.

Como visto, os resultados positivos na Bolsa de Valores vêm conquistando investidores. Tanto é que a modalidade está ficando cada vez mais acessível, inclusive entre os investidores mais jovens. Prova disso é que, de junho a dezembro de 2016, houve aumento de quase 25% na quantidade de investidores registrados na Bolsa que tinham idade entre 16 e 25 anos.

Com o impressionante rendimento registrado durante todo o ano de 2016, era de se esperar que o interesse dos brasileiros em investir no Mercado de Ações se intensificasse. E tudo indica que, se 2016 foi positivo, 2017 tem muito potencial em ser ainda melhor para quem souber identificar e aproveitar as melhores oportunidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.