Chance de engravidar é maior até os 35 anos

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 07h16

Florianópolis, SC--(DINO - 03 mar, 2017) - Casar e ter filhos é cada vez mais opcional para as mulheres. Prova disso é a queda do número de mães e de casais com filhos observada na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre 2004 e 2014, o número de casais com filhos passou de 54,8% para 44,8% e o de mães, de 15,2% para 14,9%.

A principal justificativa para essa diminuição é o maior espaço que a mulher tem conquistado no mercado de trabalho. "Tenho pacientes que, antes de serem mães, querem focar na carreira e têm interesse em saber quais são as alternativas para preservar a fertilidade", comenta o médico especialista em reprodução humana, Dr. Marcelo Costa Ferreira (CRM/SC 7223 e RQE 2935), da Clínica Fecondare .

Uma das possibilidades é congelar os óvulos , para que a gravidez possa ser programada para quando a mulher julgar mais conveniente. Assim, mesmo que a gestação ocorra após o prazo máximo recomendado (35 anos), mantém-se a chance de engravidar.

Idade biológica influencia nas chances de engravidar

O indicado é a mulher engravidar até os 35 anos, porque o declínio do número de óvulos se acentua depois dessa idade, reduzindo as chances de gravidez. "O que as mulheres precisam saber é que, diferentemente dos homens, que produzem espermatozoides durante quase toda a vida, elas possuem um número limitado de óvulos, que diminui a cada ciclo menstrual", explica o especialista.

A mulher nasce com aproximadamente sete milhões de óvulos. Quando entra na puberdade, esse número já é menor, em torno de 300 mil, e diminui a cada ovulação. "Cerca de mil óvulos são perdidos a cada novo ciclo menstrual e o corpo não repõe esse estoque", reforça o Dr. Marcelo Costa Ferreira. De acordo com ele, na faixa dos 46 anos, as chances de ainda existirem óvulos capazes de serem fecundados são quase nulas.

Por isso, do ponto de vista fisiológico, as chances de engravidar são maiores dos 20 aos 29 anos, pois, durante esse período, o aparelho reprodutor está totalmente desenvolvido e preparado para receber uma gestação. Até os 35 anos, entretanto, ainda é possível engravidar sem grandes problemas.

Além da idade, outros fatores podem influenciar a saúde reprodutiva e impedir a gravidez. Alguns são descobertos somente quando a mulher tenta engravidar e não consegue. Por essa razão, o Dr. Marcelo Costa Ferreira indica às mulheres com menos de 35 anos que estão tentando engravidar naturalmente, que procurem ajuda médica especializada após um ano de tentativas sem sucesso. "As mulheres com mais de 35 anos, por sua vez, devem buscar essa ajuda depois de permanecer seis meses tentando engravidar", acrescenta.

A chance de uma gravidez ocorrer, a cada ciclo menstrual, é de 20% quando a mulher possui menos de 35 anos. Conforme a idade avança, esse índice reduz ano a ano, ou seja, aos 42 anos, a possibilidade de engravidar é de 5%. Em alguns casos, a gestação só é possível por meio de um tratamento de reprodução humana assistida.

Website: https://fecondare.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.