Cirurgião Plástico Explica a Estética Íntima Feminina

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

15 de março de 2017 | 17h46

São Paulo--(DINO - 15 mar, 2017) - A depilação está deixando de ser a única opção das mulheres para a estética da região genital. O cirurgião plástico Dr. Marcelo Olivan explica que hoje em dia já existem tratamentos tanto para o clareamento da pele de toda região perineal quanto procedimentos específicos para os pequenos e os grandes lábios genitais.

Os tratamentos para a Estética Genital Feminina também incluem o canal vaginal, em especial para as mamães que se sentem incomodadas com o seu alargamento pós parto natural.

Grandes Lábios Vaginais

Alterações hormonais ou perda de peso podem diminuir expressivamente a gordura corporal, levando a uma decorrente diminuição do volume dos grandes lábios.

Com isto, pode haver sobra de pele local que pode ser tratada de duas maneiras diferentes: com a reposição de volume e com a retirada dessa pele em excesso.

A reposição de volume é feita com a própria gordura da paciente ou com o ácido hialurônico.

As duas opções não são excludentes, ou seja, pode haver tanto a reposição de volume quanto a retirada de pele.

Pequenos Lábios Vaginais

Um ou ambos lábios vaginais podem ser hipertrofiados (aumentados), assimétricos ou escuros. Esse excesso de pele pode incomodar a mulher em vários momentos, seja com esta ou aquela roupa, seja ao urinar, ao se exercitar ou até mesmo no momento da relação sexual.

O tratamento mais indicado nestes casos é a ressecção parcial. Nesta técnica cirúrgica, os pequenos lábios vaginais, ou apenas um deles, são diminuídos. A região do clitóris não é manipulada e por causa disso a mulher não corre risco algum de perder a sensibilidade nesta região.

Canal Vaginal

Algumas mulheres, normalmente após dar à luz por parto normal, sofrem um pouco de laceamento de uma ou outra estrutura do canal vaginal.

A entrada do canal vaginal pode ser reduzido na chamada cirurgia de períneo. Nesta técnica cirúrgica, a musculatura que se distendeu com o parto leva alguns pontos para adquirir uma configuração mais estreita e similar com àquela anterior ao nascimento do(s) filho(s).

É possível, ainda, aumentar o volume da parede do canal vaginal, que por consequência diminui de largura ou diâmetro.

Clareamento

Existem mulheres que não se queixam com relação ao tamanho, flacidez ou firmeza dos seus pequenos ou grandes lábios, nem do canal vaginal; mas se sentem bastante incomodadas com possíveis alterações de cor na região vaginal, que levam à uma coloração mais escura da pele.

A hipercromia genital (escurecimento) pode ser causada pela perda da elasticidade da pele provocada pelo envelhecimento natural, pela gravidez, por infecções, pela depilação, por alguns cosméticos e até pelo uso de roupas muito justas.

Cremes, peelings e principalmente lasers podem ajudar a clarear a pele da virilha.

O peeling genital, também conhecido como g-peeling, promove a esfoliação da pele através da aplicação de soluções e ácidos. Com isso, estimula-se a renovação celular que dá mais elasticidade à pele, promovendo sua hidratação e uma coloração mais homogênea.

O clareamento a laser também estimula a renovação celular. Neste caso, o tratamento é feito com feixes de luz e com o calor do laser na pele da região.

Website: http://drmarceloolivan.com.br

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.