Como ser a "Vaca Roxa" na sua área de atuação

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

12 de janeiro de 2017 | 12h05

Araguaína-TO--(DINO - 12 jan, 2017) - O Especialista Oto Alvarenga explica como você pode se destacar no mundo corporativo através do marketing pessoal!

Hoje em dia somos bombardeados com diversos conteúdos fornecidos na internet, mas, para que você possa se destacar é necessário ter boas estratégias para produzir conteúdo relevante, conseguir fortalecer sua imagem e gerar mais negócios, em fim, ser a "a vaca roxa" na sua área de atuação.

O conceito da Vaca Roxa foi criado pelo autor best seller Seth Godin, que publicou um livro com esse título em 2003. Ele mostra que para se manter no mercado é necessário diferenciar-se, pois é a única maneira que você tem para lutar e vencer em um mercado hostil e cheio de produtos parecidos.

Vivemos em uma sociedade hiperconectada à internet, e que oferece várias plataformas para que os profissionais possam se promover, no entanto, para ser notado é preciso saber vender corretamente a sua imagem e para isso é necessário fazer um ótimo marketing pessoal.

É necessário que o profissional compreenda que ele é um "produto", e, portanto precisa saber atrair o olhar dos empreendedores, assim como no marketing de produto onde são feitos planejamentos para levar o interesse de compra ao cliente, no mundo corporativo, o marketing pessoal funciona da mesma forma.

Como você quer ser visto? Como ser a "vaca roxa" no seu segmento? Somente conteúdos de relevância são dignos de atenção. Por isso, não jogue qualquer tipo de informação nas redes, antes pense na forma de como você quer que a Empresa te veja.

Da mesma forma que o marketing de produto tem como principal objetivo apresentá-lo de forma positiva ao mercado, o marketing pessoal faz a mesma coisa em benefício de sua carreira. Portanto, é fundamental mostrar que você é uma pessoa qualificada. A apresentação pessoal é importante, mas é muito mais relevante ter uma boa postura, uma ótima comunicação, conteúdo e atitude. Ao apresentar uma imagem positiva, as portas se abrem.

Segundo Oto Alvarenga, "investir na sua imagem pessoal é essencial para passar credibilidade, confiança e assim mostrar todo o seu potencial como profissional da maneira correta, pois o marketing pessoal contribui para construir um melhor posicionamento no mercado de trabalho. Evite seguir o fluxo e fazer como todos fazem."

Promova a sua imagem de forma assertiva no mundo digital e corporativo

Tão importante quanto um bom currículo, praticar o marketing pessoal faz com que você se diferencie no mercado de trabalho. Impulsionar suas potencialidades não significa se vangloriar ou se exibir, quando vamos adquirir um certo produto, procuramos saber todos os detalhes em relação a ele, esse hábito garante a confiança e segurança para saber o que de fato vamos consumir.

É desta mesma forma que o marketing pessoal funciona, através dele as pessoas vão te conhecer melhor, tanto como pessoa, como também profissional.

O marketing pessoal vale para entrevistas de emprego, nas quais os candidatos acabam prejudicados por não saber passar ao entrevistador todo o conhecimento e experiência que detêm, deixando de valorizar aspectos importantes de sua personalidade ou competências para o cargo. Para que isso não aconteça, procure se avaliar e se conhecer para saber quais são seus pontos positivos como profissional, e veja quais deles se encaixa mais na empresa em questão.

Os empreendedores querem saber que tipo de profissional você é, qual o seu conhecimento, qualificação para determinado cargo. Por isso, atualize constantemente suas redes sociais e deixe bem completo seus perfis em questões educacionais e profissionais, mostre suas competências principalmente no LinkedIn, que é uma rede que tem por objetivo conectar profissionais dos mais variados ramos.

Recomende seus colegas de trabalho e busque recomendações suas no canal. É fundamental que seus comportamentos e atitudes sejam coerentes porque no mundo digital é muito fácil desmascarar eventuais contradições.

Se você é o dono de uma empresa, saiba que o seu nome está ligado à marca, então o cuidado é ainda maior e requer maior cautela na hora de promover sua imagem. Normalmente os clientes associam o dono da empresa à marca, e por isso certos conteúdos devem ser evitados, é preciso saber que você fala pelo nome de sua marca então é fundamental passar credibilidade para conquistar a confiança do cliente.

Entenda que a sua imagem é o seu cartão de visita, então é essencial que você se apresente corretamente, como profissional é preciso entender que você está sendo observado e avaliado através das suas redes, e um passo errado pode fazer tudo ir por água abaixo. Este é o primeiro ponto de contato com a empresa. Evite postar fotos que possam ser muitos constrangedoras e que podem te prejudicar no ambiente corporativo, podem não ser legais para os olhos de alguns. Cada passo que você dá nas redes contribui para a sua marca pessoal.

Promoções dentro da empresa também dependem do destaque. Dentro de uma empresa profissional que tem um ótimo marketing pessoal tem mais chances de ser promovido. Um profissional se destaca com resultados e também por ter uma boa imagem, as empresas valorizam profissionais que se preocupam com a sua marca pessoal, estes profissionais traçam metas e estratégias eficazes para serem sempre notados, eles entendem que não devem ser vistos apenas dentro da empresa, com um profissional excelente, mas também fora do mundo corporativo.

Compartilhar eventos e publicar notícias voltadas ao mundo corporativo podem te ajudar e mostrar que você está sempre em busca de se aprimorar profissionalmente.

Lembre-se sempre do conceito da "vaca roxa": trabalhe suas potencialidades em prol da sua diferenciação.

Website: http://otoalvarenga.com.br

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.