Consultor explica como analisar a situação financeira e ver se sua empresa tem lucro ou prejuízo

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

11 de janeiro de 2017 | 17h44

João Pessoa/PB--(DINO - 11 jan, 2017) - O caixa de uma empresa funciona como o coração no corpo humano. Se ele parar de bombear sangue (no caso dinheiro), o resultado é sempre o mesmo: a morte (ou falência). Não à toa, é preciso ter muito cuidado para não ser surpreendido negativamente com problemas nas finanças do seu negócio, já que muitas vezes pode ser bem difícil sair do vermelho.

Para manter-se sempre positivo é fundamental fazer um check up geral e analisar a situação financeira da empresa periodicamente. E existem alguns mecanismos que contribuem bastante para facilitar a vida do empresário nesse momento. "Elaborar um planejamento das finanças bastante minucioso desde o começo do negócio é o primeiro passo para evitar surpresas. Analisar o fluxo de caixa também é sempre necessário para antecipar os lucros e prejuízos do futuro próximo", explica Hermano Aragão, diretor da Kamaleon, empresa de TI especializada em gestão corporativa.

O planejamento financeiro realmente é a etapa inicial para qualquer nova empresa - sob o risco de já começar a operar em situação delicada se não prestar a devida atenção nesse aspecto. Toda a expectativa de despesas e receitas para os primeiros meses precisa ser estabelecida de maneira honesta, já que de nada adianta tentar inflar números ou fazer projeções irreais. Para isso, é sempre melhor contar com a ajuda de quem entende do assunto, seja um contador ou uma consultoria especializada.

"Não é muito aconselhável lidar sozinho com essa parte financeira, mesmo para quem tem conhecimento contábil ou administrativo. Se o negócio não possui orçamento suficiente para recorrer a consultorias, pode lançar mão de softwares de gestão, por exemplo, que funcionam otimizando bastante o trabalho nesse lado das finanças. Tudo com análise e cruzamento de dados para que até o empreendedor de primeira viagem consiga usar sem problema algum", elucida o empresário.

Todo o controle da gestão corporativa pode ser realizado de maneira virtual e integrada através de programas do tipo. Incluindo toda a gestão financeira - com despesas, receitas, contratos e notas fiscais, entre outros.

E mesmo quem não está começando e já tem alguma experiência empresarial precisa se acostumar e entender alguns termos relativos à saúde financeira de um empreendimento. E são expressões como "custos fixos", "lucro operacional" e, principalmente, "fluxo de caixa", que mais fazem a diferença na hora de avaliar como andam as finanças da empresa.

Analisar o fluxo de caixa não é nada complicado. Basta se dividir em períodos - pode ser bimestral, trimestral, semestral, etc - e estipular a previsão de receitas e despesas para aquelas épocas. Assim, é possível identificar possíveis tempos de vacas magras ou de mais lucro entrando. E nunca será pego de surpresa quando faltar grana, podendo se preparar para isso de maneira adequada.

A Kamaleon T.I. trabalha com tecnologia da informação voltada para a administração de negócios e oferece produtos como os sistemas de gestão KASH e ERP : o primeiro voltado para empresas de micro e pequeno porte; o segundo, para as de médio e grande porte. E ambos voltados a facilitar o controle financeiro e de todas as movimentações realizadas.

Com os sistemas informatizados você verá facilmente se tem lucro ou prejuízo e poderá planejar melhor o futuro da sua empresa!

Website: http://www.kamaleon.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.