Descubra a Telerradiologia e como ela vai auxiliar à saúde dos pacientes

São Paulo--(DINO - 30 jan, 2017) - O serviço de laudos à distância, recém-chegado ao Brasil, torna a elaboração de laudos radiológicos mais prática e diminui o tempo necessário para isso. Ainda não muito conhecido, esse serviço elimina a necessidade de que um exame seja levado presencialmente ao médico e que se aguarde um longo tempo até que o laudo fique pronto. Tempo este que pode ser determinante para a saúde do paciente.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

30 de janeiro de 2017 | 15h16

Com exceção do ultrassom, todos os outros tipos de exames radiológicos podem ser enviados a uma empresa especializada em laudos à distância, que leva em média 30 minutos para a elaboração de um laudo emergencial e 15 horas para laudos ambulatoriais ou de rotina. Os exames podem ser enviados sem a instalação de qualquer software adicional ou transmitidos diretamente por meio do PACS ou aparelho utilizado para a realização do exame radiológico.

Até o momento, poucas empresas qualificadas prestam o serviço de telerradiologia no Brasil. A DiagRad é uma dessas empresas e se diferencia das demais pelo corpo clínico contar apenas com radiologistas subespecialistas em exames das áreas de cardiovascular, neurologia, músculo esquelético, medicina interna e mama, bem como médicos nucleares, todos capacitados para elaborar laudos online altamente precisos e com maior rapidez, já que contam com larga experiência dentro da sua especialidade.

Além de ser uma solução prática, a economia obtida pelos clientes que optam por laudos à distância é muito alta, pois manter uma equipe presencial de radiologistas demanda um investimento que pode ser muito elevado de acordo com a demanda do serviço radiológico.

A radiologia é uma área da medicina altamente relacionada à tecnologia, seja para a realização dos exames com novos métodos de imagem, assim como para a elaboração de relatórios, que requerem precisão, rapidez e segurança. Dentro deste contexto a telerradiologia representa um progresso da especialidade, aliando o conhecimento médico especializado à tecnologia de transmissão e armazenamento de imagens.

Portanto, em um futuro próximo, a radiologia será uma das primeiras áreas da medicina a utilizar inteligência artificial para auxiliar no diagnóstico do paciente. Atualmente existem diversos estudos que correlacionam a imagem a diagnósticos clínicos sendo realizados. Uma vez comprovada a eficácia dessa nova metodologia, os radiologistas estarão munidos de mais uma ferramenta importante para a obtenção do diagnóstico mais preciso do paciente.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.