Empilhadeiras a combustão ou Empilhadeiras elétricas: Qual a melhor?

Atibaia - SP--(DINO - 14 fev, 2017) - As empilhadeiras fazem parte do grupo de itens imprescindíveis para o bom funcionamento do setor logístico, sem este equipamento a organização e locomoção de grandes cargas se tornaria impossível. Porém na hora de sua aquisição, surgem grandes dúvidas e a principal delas, é sobre qual tipo de motor escolher: combustão (GLP, Gasolina ou Diesel) ou elétrico?

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

14 de fevereiro de 2017 | 10h10

Empilhadeiras a combustão

As empilhadeiras a combustão têm como principal fonte de energia o gás liquefeito de petróleo (GLP), Diesel ou Gasolina. Apesar de suas características específicas, todos estes combustíveis costumam emitir gases poluentes que dificultam a utilização deste tipo de empilhadeira em ambientes internos. Sendo então, mais utilizadas em locais como pátios, docas, portos, autopeças, transportadoras e armazéns de grande porte.

Estes modelos de empilhadeiras são potentes e as maiores chegam a transportar 70 toneladas com a capacidade de elevação de 4,90m ou mais. Com altos níveis de ruídos, é indicado que o operador deste equipamento e os colaboradores que trabalhem próximo utilizem EPIs auditivos.

Empilhadeiras elétricas

As empilhadeiras elétricas são mais um exemplo da tendência mundial em substituir equipamentos movidos a combustível por dispositivos elétricos, seja pela economia gerada ou por serem mais sustentáveis. Estas máquinas ainda têm a vantagem de emitir menos ruídos, melhorando a qualidade sonora do ambiente.

Outra diversificação destes modelos, é o seu tamanho e design propício para ambientes internos como depósitos, fábricas, armazéns ou câmaras frigoríficas. Visto que sua base possui recuo e possibilita a movimentação de carga sem necessidade de manobras, ideal para espaços pequenos. Geralmente, contam com uma torre de elevação de grande altura que viabiliza a movimentação de materiais em locais com o pé direito alto.

Nos modelos mais comuns, a carga máxima é inferior às empilhadeiras a combustão, mas já é possível encontrar modelos semelhantes movidos a eletricidade. A principal dificuldade deste tipo de empilhadeira é o contato com a água, dado que eletricidade e líquidos são extremamente incompatíveis.

De acordo com Reinaldo Calejuri, CEO da Contato Comp , em vários aspectos as empilhadeiras elétricas e as a combustão se parecem. "Ao menos que você conheça bem, este equipamento, a identificação apenas pela parte externa pode não ser tão simples. Além disso ambas possuem diversos acessórios que potencializam o seu funcionamento e as tornam parecidas", explica.

Website: http://www.contatocomp.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.