Empoderamento feminino faz parte da história do vinho do ClubeW

São Paulo - SP--(DINO - 31 jan, 2017) - Foi na região de Chianti, na Itália, que os Wine Hunters Vicente Jorge e Manu Brandão, da Wine.com.br ? maior operação de e-commerce de vinhos da América Latina ? encontraram o vinho Sardelli DOCG Chianti 2015, que faz parte da seleção de fevereiro do ClubeW One, clube de assinaturas do e-commerce.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

31 de janeiro de 2017 | 14h30

Pela primeira vez, um Chianti D.O.C.G. (Denominação de Origem Controlada e Garantida) fará parte do ClubeW One. Este já poderia ser motivo suficiente para os apreciadores de vinho experimentarem a bebida. Afinal, a classificação D.O.C.G é a aspiração de muitos produtores ? já que representa os vinhos que possuem o maior rigor na produção e que são aprovados pela sua autenticidade e qualidade, de acordo com as exigências estabelecidas pelo governo italiano. Porém, para Vicente Jorge e Manu Brandão, a história do rótulo, que remete ao espírito livre e sonhador de uma mulher, torna este vinho ainda mais interessante.

O nome do vinho faz referência à Anita Sardelli, mãe dos atuais diretores da vinícola Cecchi, onde o Sardelli DOCG Chianti 2015 é produzido. Os Wine Hunters contam que Anita é conhecida por sua coragem e independência. Em meados de 1950, quando jovem, Anita sonhava em ser arquiteta, porém, a profissão não era considerada um trabalho para as mulheres na época. A jovem decidiu, então, expressar sua paixão pela arte por meio de um curso de artes, mas o falecimento de seu pai e de sua avó, que administravam um negócio voltado para a produção de barricas para vinhos, fez com que ela se dedicasse inteiramente aos negócios da família.

Quando jovem, Anita foi uma das primeiras mulheres da Toscana a ter e pilotar uma scooter. A moto era utilizada não apenas para que Anita se dirigisse ao trabalho, mas também foi uma maneira de dar asas ao seu espírito livre, por meio das viagens que a jovem fazia para a praia, montanhas e campos da região de Chianti.

Uma história de amor também foi importante na trajetória da vinícola Cecchi. Anita, quando dirigia os negócios da família, conheceu Luigi Cecchi, que dirigia a vinícola Cecchi junto com seu pai, Cesare Cecchi. Os dois jovens uniram seus espíritos ambiciosos e criatividade e, depois de se casarem, deram continuidade aos negócios da família. Hoje, a vinícola Cecchi é conhecida não apenas na Toscana, mas em todo o mundo.

Além do Sardelli DOCG Chianti 2015, o ClubeW One de fevereiro também contará com um outro rótulo da mesma vinícola: o Campo Al Moro IGT Toscana 2014, que é produzido com as uvas Sangiovese, Merlot e Cabernet Sauvignon.

"A seleção do ClubeW de fevereiro é muito especial. Pela primeira vez, trouxemos um Chianti DOCG, que tem muita qualidade e que costuma ter um valor mais alto, para o ClubeW One. Além disso, encontramos na trajetória de Anita Sardelli uma referência para as mulheres que vemos hoje no Brasil e no mundo. Essa seleção traz muito mais que um bom vinho, traz a história dessa mulher dentro de cada garrafa", contam os Wine Hunters.

Para mais informações sobre a Wine.com.br visite os endereços:

www.Wine.com.br

www.Wine.com.br/ClubeW

www.facebook.com/WineVinhos

https://www.instagram.com/WineVinhos

www.twitter.com/Wine_Vinhos

Website: http://www.wine.com.br

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.