Empresa de franquia pernambucana é uma das apostas para 2017

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

13 de dezembro de 2016 | 10h45

Recife --(DINO - 13 dez, 2016) - Para quem pretende investir no próximo ano, acompanhar o que está em alta no mercado atualmente é fundamental. Entender as demandas do mercado e encontrar uma maneira de se encaixar em meio a concorrência é requisito básico para os futuros empreendedores. Em meio à crise e ao atual cenário econômico do país, apostar em uma microfranquia tem sido a saída para quem deseja empreender sem gastar muito.

Em uma lista publicada pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios com dez tendências para o ano de 2017, aponta o crescimento de ações sustentáveis que fortalecem a cultura da sustentabilidade.

A PremiaPão tem uma proposta alternativa de fazer publicidade: produzir anúncios em sacos de pão ecológicos. A empresa é uma das marcas que assumiu uma responsabilidade com o meio ambiente e questões voltadas para a sustentabilidade, pois não faz uso de sacolas plásticas e utiliza sacos de pão 100% ecológicos, feitos com matéria prima biodegradável. Em 2015, no segmento de microfranquias, foi um dos destaques do ano por ser uma opção de baixo custo de manutenção e alto retorno financeiro.

Essa estratégia pode ser considerada como inovadora, pois consegue reduzir custos, resíduos e ainda é mais eficaz que os outras mídias, como os panfletos e anúncios veiculados nos grandes meios de comunicação. Dessa forma, a mensagem consegue entrar na casa das famílias, impactar as pessoas que estão em volta do saco de pão e geralmente, essa abordagem se dá em um momento propício, pois eles vão estar em casa, descansados e atentos ao que está sendo apresentado.

Com mais de 140 franquias em menos de sete meses, a marca usa a estratégia de franchising - sistema que permite ao franqueado o uso da marca e todas os elementos que compõem a estrutura, de forma exclusiva ou semiexclusiva de produtos ou serviços. De acordo com a ABF ? Associação Brasileira de Franchising, esse setor segue em desenvolvimento constante. Em uma pesquisa feita pela associação, só no segundo trimestre deste ano, apontou que o ramo de franquias cresceu 8,1%, dado bastante encorajador.

A empresa tem crescido no mercado da publicidade porque oferece aos clientes uma proposta de mercado simples e lucrativa. Os investidores nesse ramo são movidos, em sua maioria, pela segurança que o negócio oferece e pelos valores acessíveis. Isso se intensifica no mercado de microfranquias, onde as redes precisam de um investimento de até R$ 80 mil.

O processo para se tornar um franqueado PremiaPão é muito simples. O cliente que desejar entrar na franquia precisa fazer um investimento que pode ser feito a partir de R$ 6 mil. Em cidades de até 100 mil habitantes, a taxa de franquia é de R$6 mil; municípios até 200 mil, o equivalente a R$8 mil e regiões até 300 mil habitantes, o valor estipulado é de R$10 mil. Esses valores serão reajustados no próximo ano.

O valor total investido se resume somente a taxa da franquia, uma vez que o negócio home office e o material necessário para começar a trabalhar é fornecido pela própria franqueadora. Com o resultado apresentado já no primeiro mês, é possível receber um retorno financeiro em um período muito curto. Porém, seguir os passos ensinados por meio do treinamento online é uma das formas de se obter sucesso de forma mais rápida. Assim, é possível ter acesso a todo o treinamento em qualquer lugar do Brasil.

Por meio dos vídeos de treinamentos sobre temas gerais do negócios, o franqueado consegue se manter atualizado. O contato com a empresa e o suporte também são estreitados através das redes sociais, canal direto no WhatsApp com a diretoria e um grupo exclusivo com todos os franqueados do Brasil.

Para conhecer melhor a franquia PremiaPão e saber se sua região ainda está disponível, entre no site www.premiapao.com.br/franquia e preencha o formulário de interesse.

Website: http://www.premiapao.com.br

Mais conteúdo sobre:
ReleasesRecifeBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.