Estudo mostra que público consumidor entre 13 e 21 anos está em ascensão ? Com Flavio Maluf

(DINO - 09 fev, 2017) - A geração Z - uma geração que nasceu nos anos de 1990, sob o advento da internet e as "explosões" tecnológicas - tem despertado o interesse da International Business Machines (IBM). A empresa americana voltada para a área de informática, em parceria com a National Retail Federation, realizou um estudo que mostra que o público consumidor entre 13 e 21 anos está em ascensão. Quem traz a noticia é o presidente das empresas Eucatex, o empresário e executivo Flavio Maluf.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

09 de fevereiro de 2017 | 14h46

Fizeram parte do levantamento, 15.600 jovens do mundo todo e um dos principais resultados foi que 93% deles influenciam as decisões de compra da família - principalmente no que se refere a itens de comida ou bebida, mobiliário e itens para casa. De acordo com a pesquisa da IBM, a geração Z transita facilmente entre o mundo digital e físico, e é muito menos tolerante a problemas técnicos ligados à tecnologia do que a millennials, também conhecida como geração Y, a antecedente à Z, explica Flavio Maluf.

Sites ou aplicativos demorados e difíceis de navegar não ganham a atenção dos mais jovens, por exemplo - cerca de 60% deixa de lado as páginas que apresentam esse tipo de problema. Flavio Maluf destaca que o estudo revela que a geração Z também já está atenta aos problemas de privacidade digital, visto que, mais de 30% dos participantes da pesquisa preferem marcas que mantém dados pessoais seguros, que apresentem termos e condições claros sobre como usam as informações e especificam quais dados serão coletados e utilizados.

Histórico de compras, dados de contato, histórico online, fotos e vídeos estão entre as informações que eles mais estão dispostos a compartilhar.

O celular é o dispositivo preferido de 75% desses jovens, no entanto, 66% dizem usar frequentemente mais de um aparelho ao mesmo tempo. Em relação às compras, características como a qualidade e disponibilidade de produto é o que faz 65% dos entrevistados escolherem uma determinada marca - além disso, eles valorizam bastante quem oferece descontos, cupons e programas de fidelidade.

Segundo o levantamento, o percentual de preferência por compras em lojas físicas ainda é bastante superior à preferência pelo uso de um navegador online ou de um aplicativo - 67% , 22% e 13%, respectivamente. A experiência de loja é um fator fundamental para mais de 56% dos membros dessa geração, salienta Flavio Maluf . Outras condições importantes são a responsabilidade social e ecológica. Os itens mais comprados por esses jovens são roupas e sapatos, livros e músicas, aplicativos, jogos e eventos.

Os estudos da International Business Machines ainda mostram que quase 60% dos participantes recebem mesada, 24% trabalham em meio período e 22% ganham dinheiro online. Em relação às redes sociais, a maioria restringe as publicações a amigos e família e, entre as principais atividades, está comentar posts de amigos e família, compartilhar fotos e vídeos, compartilhar opiniões, e compartilhar artigos e notícias, cita o presidente das empresas Eucatex, Flavio Maluf .

O hobby preferido dessa geração Z é passar o tempo online, logo em seguida vem assistir TV e filmes, estar com amigos e família, tentar conseguir dinheiro extra e ler revistas e jornais.

Website: https://flaviomalufoficial.com/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.