Filme sobre refugiados em meio ao conflito na Síria ganha exibição gratuita e debate no Cine Olido, em São Paulo

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

27 Dezembro 2016 | 11h41

São Paulo --(DINO - 27 dez, 2016) - O filme "Eu estou com a noiva", que aborda a história de um grupo de refugiados em meio ao conflito na Síria, será exibido dia 23 de janeiro, às 19h, no Cine Olido, em São Paulo, seguido por um debate. A entrada é franca.

O evento é uma iniciativa de uma série de instituições: além do Instituto da Cultura Árabe, Sindiproesp (Sindicato dos Procuradores do Estado de São Paulo), Cine Olido, Le Monde Diplomatique Brasil, Caros Amigos, Adus, Apesp e Cáritas de São Paulo.

A coprodução de Itália e Palestina (assista aqui ao trailer: https://www.youtube.com/watch?v=hppNuk0nB8c) foi uma das atrações da 11ª Mostra Mundo Árabe de Cinema, promovida pelo ICArabe em 2016. No filme, um poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sírios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa, com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado ? e, com sorte, assim evitar que sejam presos como traficantes. Com um dos palestinos vestido de noiva, e sírios e italianos como supostos convidados do casamento, eles cruzam metade da Europa em uma jornada de quatro dias e 3000 quilômetros. A produção foi inspirada em fatos reais que aconteceram na estrada entre Milão e Estocolmo no ano de 2013.

O filme

Eu estou com a noiva

Itália e Palestina | 2014|98 min.

Gênero: Drama e Aventura

Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande, Khaled Soliman Al Nassiry

Idioma: Árabe e Italiano com legendas em português

Elenco: Tasneem Fared Abdallah Sallam, MC Manar Alaa Bjermi, Ahmed Abed Mona Al Ghabr, Gabriele Del Grande, Khaled Soliman Al Nassiry, Tareq Al Jabr, Marta Bellingreri, Rachele Masci,Chiara Denaro, Valeria Verdolini Elena Bissaca, Ruben Bianchetti, Daniele Regoli, Marco Garofalo, Silvia Turati, Gina Bruno

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=hppNuk0nB8c

Sobre os diretores

O diretor Antonio Augugliaro iniciou sua carreira trabalhando no campo da videoarte com o grupo de artistas de New Media Studio Azzurro. Atualmente trabalha para canais de televisão Sky e Discovery e está ativo na cena do cinema independente Milan.

Poeta, crítico literário e designer gráfico, Khaled Soliman Al Nassiry nasceu em Damasco em 1979 e vive em Milão desde 2009. Trabalha como diretor e designer gráfico para a Emiratian Publisher Noon. Escritor e jornalista independente, em 2006 fundou um Observatório das vítimas das fronteiras da Europa e, desde 2011, cobre as chamadas "Primaveras Árabes".

Sobre o ICArabe

O Instituto da Cultura Árabe, baseado em São Paulo, Brasil, é uma entidade civil, autônoma, laica, de caráter científico e cultural. Visa integrar, estudar e promover as várias formas de expressão da cultura árabe, antigas e contemporâneas, e encorajar o reconhecimento de sua presença na sociedade brasileira. Está aberto à participação de todos os que acreditam ser premente assegurar o respeito às diferenças.

As ações principais do instituto incluem a promoção de diferentes formas de expressão cultural, tais como mostras de poesia e dança, cinema e fotografia, cursos, conferências científicas, seminários e debates, em colaboração com instituições educacionais, públicas ou privadas, no Brasil e ao redor do mundo.

O ICArabe também está engajado em desconstruir estereótipos sobre o mundo árabe, não raro presentes na mídia local, e levar informação correta acerca de assuntos-chave ao público.

Saiba mais no site www.icarabe.org

Serviço:

O que: Exibição de "Eu estou com a noiva"

Quando: dia 23 de janeiro, às 19h

Onde: Cine Olido ? Av. São João, 473 ? Centro ? São Paulo

Entrada fraca

Informações: tel. 11 3331-8399 ou 3397-0171

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.