Gemalto conecta o primeiro carro via internet da China lançado pela Banma

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por GEMALTO SA

10 de janeiro de 2017 | 09h46

Amsterdã, 10 de janeiro 2017 - A Gemalto (Euronext NL0000400653 GTO), líder mundial em segurança digital, firma parceria com a Banma Technologies Co., Ltd para a produção primeiro carro via Internet da China o Roewe RX5. A Banma é um novo joint venture entre o Alibaba Group e a SAIC Motor Corporation Limited (SAIC Motor). Utilizando o Machine Identification Module, MIM da Gemalto - que protege conexões M2M via celular para aplicações industriais, as características telemáticas avançadas do RX5, como chave do carro virtual via Bluetooth, localização do veículo, controle remoto ativado por comando de voz das funções no interior do carro e alertas sobre as condições da pista em tempo real etc. O MIM está em conformidade com os padrões da GSMA e suporta o fornecimento remoto de qualquer perfil de operador.

O mercado automobilístico chinês é atualmente o maior e que mais cresce no mundo[1]. Em 2015, os fabricantes de carros nacionais e estrangeiros venderam um total de 21,1 milhões de carros de passageiros, um crescimento de 7,3% em comparação a 2014. Para 2016, espera-se que o mercado local de carros conectados gerem uma receita substancial de US$7,7 milhões[2]. Com uma taxa de crescimento composta anual estimada em 45%, esse mercado valerá potencialmente até US$33,9 milhões em 2020. Além disso, estima-se que a penetração dos carros conectados na China seja o triplo, de 4,8% a 18,1% ao longo do mesmo período.

O Roewe RX5, possibilitado pelo sistema operacional YunOS Alibaba, é o primeiro carro via Internet produzido em massa.  É uma revolução que incorpora anos de pesquisa e inovação tecnológica, disse Alex Shi, CEO da Banma. É um produto que demanda a conectividade de ponta a ponta mais segura e confiável.

"Os carros conectados marcam o início da transformação digital na indústria automotiva, pavimentando o caminho para veículos autônomos no futuro próximo, disse Suzanne Tong-Li, Presidente para Grande China e Coreia do Sul na Gemalto. "Nosso conhecimento e experiência global, combinados com soluções de conectividade seguras testadas e aprovadas, nos coloca em uma posição interessante para ajudar os fabricantes de carros a criarem veículos mais inteligentes e conectados.

Sobre a Gemalto

A Gemalto (Euronext NL0000400653 GTO) é líder mundial em segurança digital, com receitas anuais de 3,1 bilhões em 2015 e clientes em mais de 180 países. Nós levamos confiança a um mundo cada vez mais conectado.

Nossas tecnologias e serviços permitem que empresas e governos autentiquem identidades e protejam dados, de maneira que fiquem seguros e possibilitem serviços em dispositivos pessoais, objetos conectados, na nuvem e entre eles.

As soluções da Gemalto estão na essência da vida moderna, desde o pagamento à segurança corporativa, passando por Internet das Coisas. Nós autenticamos pessoas, transações e objetos, criptografamos dados e criamos valor para o software possibilitando que nossos clientes protejam serviços digitais para bilhões de pessoas e coisas.

Nossos mais de 14.000 funcionários estão distribuídos em 118 escritórios, 45 centros de personalização e de processamento de dados e 27 centros de desenvolvimento de software, localizados em 49 países.

Para obter mais informações, visite www.gemalto.com ou siga @gemalto no Twitter.

Assessoria de Imprensa Gemalto:

Philippe Benitez

América do Norte

+1 512 257 3869

philippe.benitez@gemalto.com

Peggy Edoire

Europa e CEI

+33 4 42 36 45 40

peggy.edoire@gemalto.com

Vivian Liang

(Greater China)

+86 1059373046

vivian.liang@gemalto.com

     
Ernesto Haikewitsch

América Latina

+55 11 5105 9220

ernesto.haikewitsch@gemalto.com

Kristel Teyras

Oriente Médio e África

+33 1 55 01 57 89

kristel.teyras@gemalto.com

Shintaro Suzuki

Ásia-Pacífico

+65 6317 8266  

shintaro.suzuki@gemalto.com

O conteúdo deste comunicado de imprensa é uma tradução e não deverá, em qualquer circunstância, ser considerado oficial. A versão original do comunicado de imprensa em inglês é a única versão confiável e deverá prevalecer no caso de haver discrepâncias com a tradução.

[1] Fonte: Forbes

[2] Fonte: Statista

Primary Logo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.