GSMA inaugura um relatório anual sobre a Carta de Conectividade Humanitária

BARCELONA, Espanha--(BUSINESS WIRE-DINO - 28 fev, 2017) -

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

28 de fevereiro de 2017 | 08h34

A GSMA publicou hoje o primeiro Relatório Anual da Carta de Conectividade Humanitária, destacando os esforços das operadoras de redes móveis signatárias para apoiar as atividades de preparação e resposta a desastres em todo o mundo durante 2016. Este relatório anual mapeia os progressos realizados no âmbito da Carta de Conectividade Humanitária, capturando os esforços globais para abordar emergências humanitárias que vão desde a crise atual de refugiados até a redução do impacto de catástrofes naturais. Ele destaca o importante papel da indústria móvel no apoio à superação e recuperação das adversidades e serve como referência para medir os progressos nos próximos anos. A GSMA também anunciou um novo apoiante humanitário da Carta, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) ? conhecido como a Agência da ONU para Refugiados ?, que reúne 108 membros de operadoras de redes móveis e seis parceiros humanitários e técnicos, com potencial para alcançar mais de 1,3 bilhão de pessoas.

"Lançamos a Carta da Conectividade Humanitária há dois anos e, desde então, a tecnologia móvel tem desempenhado um papel importante na forma como a comunidade mundial responde às crises, facilitando os avanços nos sistemas de alerta precoce, reunindo os entes queridos e conectando as populações afetadas à informação e ajuda", disse Mats Granryd, diretor geral da GSMA. "A Carta tem sido uma plataforma importante para apoiar o compromisso da nossa indústria com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, seja na abordagem às catástrofes naturais ou aos efeitos da guerra e dos conflitos. Agradecemos as muitas organizações que apoiam a Carta e estamos ansiosos para ampliar seu impacto nos próximos anos."

A Carta, lançada pela GSMA no Mobile World Congress 2015, aproveita a conectividade móvel para melhorar o acesso à comunicação e informação para as pessoas afetadas pela crise, reduzir a perda de vidas e contribuir positivamente para a resposta humanitária. O aumento das comunidades deslocadas e a investida súbita de desastres naturais, como terremotos e inundações, continuam afetando as comunidades no mundo inteiro. A inovação por parte dos signatários da Carta demonstra como a tecnologia móvel pode desempenhar um papel importante na mitigação, alerta precoce, resposta e recuperação. O relatório publicado recentemente destaca algumas das ações realizadas pelos signatários:

Comunidades deslocadas:

As operadoras de redes móveis trabalharam com o ecossistema mais amplo para fornecer apoio às comunidades deslocadas. Em 2016, a Turkcell lançou um aplicativo denominado Merhaba Umut ("Olá Esperança") para ajudar a facilitar a integração dos refugiados sírios que vivem na Turquia, enquanto a Asiacell (Grupo Ooredoo) trabalhou ao lado da Ericsson para implementar os programas "Connect to Learn" (Conectar-se para aprender), destinados às crianças em campos de refugiados no Iraque, proporcionando tecnologias de informação e comunicação e conectividade às escolas para melhorar a aprendizagem. Em junho de 2016, a Zain se associou ao MIT Enterprise Forum1 para lançar a iniciativa "Innovate for Refugees" (Inovar para os refugiados), um concurso criado para promover empreendimentos inovadores, oferecendo soluções tecnológicas que atendam às necessidades dos refugiados.

Terremotos:

Após um terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o Equador em 16 de abril de 2016, a Movistar Ecuador (Grupo Telefónica) mobilizou 190 técnicos e enviou 40 veículos equipados com telefones via satélite, permitindo que mais de 82 mil pessoas ligassem para seus familiares e amigos. Além disso, as operadoras Claro, CNT e Movistar Ecuador forneceram minutos de voz e SMS gratuitos para seus clientes nas áreas afetadas. Após os terremotos de 2016 em Kumamoto, no Japão, a NTT DOCOMO disponibilizou serviço de Wi-Fi gratuito, construiu uma rede IP de emergência e implementou "estações base sobre rodas" para restaurar a cobertura da rede. Durante o período de atividade sísmica, a Agência Meteorológica do Japão emitiu 19 alertas de aviso prévio de terremoto e estima-se que mais de 1 milhão de clientes tenham recebido essas mensagens de suas operadoras.

Inundações:

Os clientes da Ncell (Axiata Group) que vivem em áreas de alto risco de inundações e deslizamentos de terra no Nepal estão recebendo alertas antecipados graças a uma parceria inovadora entre a Ncell e o Departamento de Hidrologia e Meteorologia (DHM), implementada em julho de 2016. Os avisos por SMS são enviados quando os níveis de água estão perigosamente elevados ou quando são previstas condições climáticas severas, permitindo que os cidadãos tomem as precauções necessárias.

Reconhecendo que as parcerias são essenciais para atender às crescentes necessidades humanitárias no mundo todo, além das operadoras de redes móveis, a Carta de Conectividade Humanitária é apoiada por várias organizações e agências. As principais organizações de apoio incluem o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (UN OCHA), o Cluster de Telecomunicações de Emergência da ONU (ETC), a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV/CV) e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). Ericsson e Nokia são parceiras técnicas da Carta.

Uma cópia completa do relatório está disponível em: www.gsma.com/mobilefordevelopment/programme/disaster-response/hcc-annual-report. Mais detalhes sobre a Carta de Conectividade Humanitária podem ser encontrados em: www.gsma.com/mobilefordevelopment/programmes/disaster-response/humanitarian-connectivity-charter.

-FIM-

Notas dos editores

1http://www.mitefarab.org/en

Sobre a GSMA

A GSMA representa os interesses das operadoras de telefonia móvel do mundo inteiro, reunindo cerca de 800 operadoras de aproximadamente 300 empresas do amplo ecossistema da tecnologia móvel, incluindo fabricantes de aparelhos e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e empresas de Internet, assim como organizações de setores industriais adjacentes. A GSMA também realiza os principais eventos do setor, como o Mobile World Congress, o Mobile World Congress Shanghai, Mobile World Congress para toda a América e as conferências Mobile 360 Series.

Para mais informações, acesse o site corporativo da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

pressoffice@gsma.com Fonte: BUSINESS WIRE

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.